Tamanho do texto

Vítima quase foi "sugada" para fora da aeronave, mas conseguiu ser contida pelas outras pessoas; motor esquerdo do avião explodiu e quebrou vidro

Uma das peças da aeronave da companhia Southwest Airlines, dos Estados Unidos, soltou e quebrou uma janela
Reprodução/ Twitter/ @joeasaprap
Uma das peças da aeronave da companhia Southwest Airlines, dos Estados Unidos, soltou e quebrou uma janela

Uma pessoa morreu e sete ficaram feridas após uma explosão em um avião, nos Estados Unidos. Um Boeing 737 que ia de Nova York a Dallas com 143 passageiros a bordo, teve que fazer um pouso de emergência, nesta terça-feira (17), no Aeroporto Internacional da Filadélfia pouco antes do meio-dia (horário local).

Leia também: Organização contra armas químicas entra em cidade síria para investigar ataque

Uma das peças da aeronave da companhia Southwest Airlines, dos Estados Unidos , soltou e quebrou uma janela, o que causou uma despressurização da cabine. A vítima quase foi "sugada" para fora da aeronave, mas conseguiu ser contida pelas outras pessoas.

Os passageiros registraram o pânico quando o motor esquerdo explodiu, de acordo com vídeos divulgados nas redes sociais. A companhia informou que está "devastada" pelo incidente e apresentou "profunda solidariedade aos seus clientes, funcionários e familiares envolvidos no trágico evento".

A Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) informou que o avião pousou depois que a tripulação reportou danos em um dos motores. Uma equipe de investigadores foi enviada para a Filadélfia .

Leia também: Brasileiro de 19 anos é morto a facadas em universidade dos EUA

Testemunha do acidente

Uma das passageiras do voo Amanda Bourman disse à CNN que estava sentada perto da parte de trás e estava dormindo quando ouviu um barulho alto e máscaras de oxigênio caíram do teto. 

"Eu apenas lembro de segurar a mão do meu marido, e nós apenas oramos e oramos e oramos", disse Amanda. “E os pensamentos que estavam passando pela minha cabeça, claro, eram sobre minhas filhas, apenas querendo vê-las novamente e dar-lhes um grande abraço para que elas não crescessem sem os pais.”

Leia também: 'Trump é moralmente incapaz de ser presidente dos EUA', diz ex-diretor do FBI

Amanda disse que no momento da queda alguns passageiros choravam e outros gritavam palavras de encorajamento. "Todo mundo estava chorando e chateado", disse ela. “Você tinha alguns passageiros que eram muito fortes e ficavam gritando para as pessoas, 'Tudo bem, vamos fazer isso'”. A passageira contou ainda que todos aplaudiram e elogiaram o piloto depois que ele pousou a aeronave nos Estados Unidos .

* Com informações da Ansa