As autoridades da Sibéria ainda buscam por 69 pessoas – incluindo 40 crianças – que continuam desaparecidas
Reprodução/Twitter SVN Magazine
As autoridades da Sibéria ainda buscam por 69 pessoas – incluindo 40 crianças – que continuam desaparecidas


Um incêndio matou ao menos 64 pessoas em um shopping center na cidade de Kemerovo, na região russa da Sibéria, neste domingo (25). Acredita-se que a maior parte das vítimas é composta por crianças , que fizeram dezenas de ligações para os pais com o objetivo de se despedir da família, segundo informou o canal NDTV .

“Nós estamos queimando, e talvez isso seja um adeus”, Maria, de 13 anos, publicou em suas redes sociais, assim como outras 30 crianças também o fizeram. O grande número de menores de idade dentro do shopping atingido pelo incêndio pode ser explicado por um passeio escolar: um colégio da cidade de Treschevsky levou estudantes de uma turma ao cinema naquele dia.

Yevgenia contou a um jornal local que sua sobrinha, Vika, entrou em contato com ela logo após o início do incêndio. Com as saídas de emergência do prédio bloqueadas, a menina disse que tudo estava pegando fogo. “Eu disse para ela: Vika, tire todas as suas roupas, coloque-as no seu nariz e respire através delas”, explicou.

“Por favor, diga para minha mãe que eu a amo, por favor conte para todo mundo que eu os amo”, a menina ainda falou antes de finalizar a ligação . Até o momento, não se tem informações sobre o atual estado de Vika.

Ainda não há listas oficiais com os nomes dos mortos e desaparecidos, “mas os pais estão com esperanças de que os nomes de seus filhos saiam da lista dos mortos para a lista dos desaparecidos”, apontou um repórter da região. Nesta segunda-feira (26), os pais de estudantes desaparecidos visitaram hospitais tentando encontrar os filhos.

Você viu?

Leia também: Mulher se bronzeia em praia australiana durante casamento e vira meme na web

Possíveis causas do incêndio

O incêndio teve início no último andar do prédio e consumiu uma área de aproximadamente 1,6 mil metros quadrados. De acordo com o ministro Vladimir Puchkov, as equipes de emergência ainda precisam recuperar mais seis corpos, que seguem desaparecidos.

De acordo com a  CNN  , as causas para o fogo não foram reveladas, e uma investigação criminal foi aberta. Após o incidente, a porta-voz do Ministério de Situações de Emergência da Rússia (CIR), Svetlana Petrenko, divulgou que pelo menos quatro pessoas foram presas.

Segundo as autoridades locais, entre os detidos estão o arrendatário do local onde se originou o fogo e o diretor-geral da sociedade administradora do shopping. Para o canal  NDTV , este pode ser um caso de negligência prévia acentuado por uma resposta ineficiente dos serviços de emergência.

Leia também: Trump expulsa 60 diplomatas russos dos EUA; outros 17 países seguem o exemplo

A cidade de Kemerovo, onde fica o shopping atingido pelo incêndio neste domingo, fica a cerca de 800 quilômetros da fronteira da Sibéria com o Cazaquistão.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários