undefined
Reprodução/east2west news
Margarita Grachyov, de 25 anos, teve as mãos decepadas pelo marido Dmitry após pedir divórcio em dezembro de 2017

Após ter as duas mãos cortadas com um machado pelo marido ao pedir o divórcio, a russa Margarita Grachyova, de 25 anos, acaba de colocar uma prótese de mão robótica para que possa retomar sua rotina. Mãe de duas crianças, ela relembra  o ataque ocorrido em dezembro do ano passado, quando Dmitry Grachyov, de 26 anos, a acusou de "estar tendo um caso com um colega de trabalho".

Leia também: Por adultério, indiana leva chicotadas do marido e é estuprada em praça pública

Depois da agressão, o homem, que não queria aceitar o  divórcio , a levou para o hospital e, em seguida, confessou o crime para a polícia. Margarita relata que teve os dedos esmagados por um machado e, depois, as mãos cortadas. Em uma cirurgia de nove horas, ela teve a mão direita costurada, e agora diz estar feliz por ter conseguido viajar para Alemanha para colocar a prótese e pela recuperação. “Brinco com os meus filhos que sou uma mãe descolada, pois tenho a mão igual à de um robô”, diz ao Daily Mail .

Agressões e recomeço

A mulher afirma, que meses após o ataque, Grachyov, que atualmente está detido, aguardando o julgamento que pode lhe sentenciar a 15 anos na prisão, enviou uma carta a ela, em que “promete matá-la caso não o espere sair da cadeia”. A russa diz temer por sua vida e a de sua família devido às ameaças que já recebeu do agressor desde que decidiu colocar um ponto final na relação.

Leia também: "Falei que comeria seu coração", diz canibal russo que cozinhou órgãos de mulher

undefined
Reprodução/Mirror
Mão da vítima depois de uma cirurgia de nove horas

Segundo Margarita, o comportamento de Dmitry se tornou agressivo depois de ler mensagens em seu celular, passando a suspeitar que ela e o colega de trabalho, Alexander Cherkasov, de 40 anos, estavam tendo um caso.

"Dmitry ameaçou jogar ácido em mim, já me fez passar por um detector de mentiras para saber se eu o traia ou não. Foram vários acontecimentos. Nesse último, eu fiquei em choque, pois ele dizia ‘se estamos juntos, será para sempre’ e repetia o tempo todo que estava extasiado. Eu notei um tipo de prazer em seus atos. Agora, ainda temo por mim e minha família. Ele pensa seriamente que porque me castigou, temos chances de recomeçar. Suas ameaças são reais, e não tenho nenhum tipo de proteção”, expõe.

A russa ressalta que, apesar de tudo, está vivendo uma boa fase, e está determinada em voltar para suas atividades. Os médicos relatam que mesmo com oito ossos totalmente danificados pelo golpe do machado, Margarita recuperará 70% dos movimentos com o passar do tempo.  

Leia também: "Minha primeira e última", diz jovem antes de matar namorada e por corpo em mala

"Estou bem humorada, pronta para resolver todos os meus problemas. Minha maior preocupação no momento são meus filhos e minha saúde, quero apenas esquecer essa história, conseguir o divórcio e visar meu futuro com muita positividade”, conclui.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários