Ponte instantânea foi projetada para que os alunos pudessem atravessar com segurança a rodovia
Reprodução/ Instagram
Ponte instantânea foi projetada para que os alunos pudessem atravessar com segurança a rodovia

As autoridades da Flórida confirmaram, nesta sexta-feira (16), que subiu para seis o número de mortes após a queda de uma 'ponte instantânea', construída próximo à Universidade Internacional da Flórida , em Miami, nos Estados Unidos. O acidente deixou ainda ao menos dez pessoas internadas, algumas em estado gravíssimo. 

ponte instantânea , que havia sido instalada há cinco dias, atravessava uma rodovia de oito faixas e ainda não tinha sido inaugurada. Ela foi desenvolvida justamente a pedido dos estudantes da universidade, que reclamavam de atropelamentos na rodovia e frequentes acidentes.

The new FIU bridge just collapsed

Uma publicação compartilhada por Ricardo Dejo (@ricky_ricon_riquisimo) em

O acidente em Miami aconteceu por volta das 14h desta quinta-feira (15), pelo horário local. Ainda não se sabe o que causou o desabamento da estrutura, que fica entre a 109th Avenue e a 8th Street. Ao menos oito carros ficaram completamente esmagados por causa da queda da ponte. 

Leia também: Após morte de Marielle, deputados da UE pedem suspensão de acordo com o Mercosul

Você viu?

Em nota, a universidade informou que estava "chocada e triste com os trágicos acontecimentos que se desenrolaram na ponte peatonal FIU-Sweetwater". "Neste momento, ainda estamos envolvidos nos esforços de resgate e na coleta de informações", continua. "Estamos trabalhando em estreita colaboração com as autoridades e os primeiros socorristas".

Construída em tempo recorde

Com cerca de 864 toneladas e 53 metros de comprimento, ela considerada uma ponte instantânea, nome corresponde à velocidade com que foi colocada em sua posição final no último sábado pelas empresas americanas MCM e Figg Bridge Group – apenas seis horas.

* Com informações da Agência Brasil.

Leia também: Estudante fica com pálpebra presa em zíper e é socorrido por bombeiros na China

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários