Tamanho do texto

O crime aconteceu em outubro de 2016, na cidade espanhola de Málaga, e foi recentemente solucionado pela polícia local; os três acusados foram presos

Após mais de um ano de investigações, a polícia espanhola solucionou o caso do homem encontrado morto no aeroporto
Creative Commons/Terry Wha
Após mais de um ano de investigações, a polícia espanhola solucionou o caso do homem encontrado morto no aeroporto


Três homens foram condenados a dois anos e meio de prisão pela morte de Steven Allford, de 51 anos,  que foi encontrado morto com seus genitais dentro de uma lata de atum em outubro de 2016. De acordo com o portal britânico Metro , o corpo de Allford – com um presunto em suas nádegas – estava em um banco no aeroporto de Málaga, na Espanha, e chocou a população da cidade.

O britânico, cujos genitais estavam em uma lata, foi encontrado com os tornozelos e pulsos amarrados com um laço de plástico. Durante as investigações preliminares, as autoridades suspeitaram de um crime de homofobia, entretanto, uma autópsia revelou que Allford morreu sufocado no próprio vômito, motivado por abuso de álcool.

Com a causa da morte estabelecida, os policiais redirecionaram o caso para descobrir quem amarrou o homem. Os oficiais foram informados que o britânico era um morador em situação de rua conhecido por “não gostar de dividir suas comidas e bebidas”, e, aparentemente, essa seria a motivação para deixá-lo imóvel no banco.

Leia também: No Dia da Mulher, homem joga ácido na esposa porque queria um filho menino

Os responsáveis pelo crime

O caso foi solucionado quando o irlandês James O’Byrne, de 59 anos, publicou um vídeo no Facebook mostrando toda a ação criminosa contra Allford. Outros dois homens também participaram do ato, Jussi Petteri Munck, de 41 anos, e Mika Tapio Soininem, de 48 anos, ambos naturais da Finlândia, e os três condenados a dois anos e meio de detenção por homicídio culposo .

“Eles não apenas o prenderam ao banco, mas filmaram o senhor Allford e estavam rindo de sua condição de desamparo”, explicou o juiz Santiago Calvo Cervera. “Os três colocaram um cigarro aceso em sua boca e suas nádegas, antes de posicionar os testículos em uma lata vazia de atum”.

Como o homem estava bêbado, ele vomitou e não conseguiu se mover, já que estava preso ao banco, o que levou ao seu sufocamento. Por isso, os três foram condenados pelo crime de homicídio culposo e estão cumprindo pena na Espanha.

Leia também: Homem é flagrado assistindo pornô e se masturbando em poltrona de avião; veja

Pouco se sabe sobre a vida de Allford, encontrado morto com presunto nas nádegas e os genitais em uma lata, nem por que ele se tornou um morador em situação de rua. As autoridades acreditam que foi adotado quando criança e já havia sido preso na Espanha e na França.