Tamanho do texto

Ação ocorreu por volta das 16h30, em frente à estação Flinders Street; autoridades afirmam que o incidente não foi considerado um ato terrorista

Atropelamento em Melbourne deixou 14 pessoas feridas; quatro estão em estado grave
Reprodução/Diário de Notícias de Portugal
Atropelamento em Melbourne deixou 14 pessoas feridas; quatro estão em estado grave

A polícia informou que duas pessoas suspeitas de participarem do atropelamento que deixou 14 pessoas feridas em Melbourne foram presas nesta quinta-feira (21). A ação ocorreu no centro da cidade australiana, com quatro vítimas em estado grave, incluindo uma criança. Segundo a polícia, várias ambulâncias e serviços de emergência foram acionados.

Leia também: Acidente no México deixa 12 turistas mortos; brasileiros estão entre 20 feridos

O atropelamento com uma SUV aconteceu por volta das 16h30, em frente à estação Flinders Street, região bastante movimentada de Melbourne, na Austrália. As autoridades confirmaram que o motorista, e seu cúmplice foram interrogados.

“Trata-se de um ato deliberado, porém as investigações estão em curso. Ainda é muito cedo para saber as motivações”, alegou um porta-voz da polícia local.

De acordo com informações da polícia, um dos detidos é um homem de 32 anos, cidadão australiano de origem afegã. O rapaz tem um histórico delicado de doença mental e uso excessivo de drogas.

O segundo suspeito, que filmou a ação, tem 24 anos. Ele chegou a ser detido no local portando armas brancas. A polícia não acredita que haja vínculo deste com o incidente.

Leia também: Criança morre após ser picada por cobra de estimação e pedir ajuda na internet

Ação terrorista e segurança

De acordo com as testemunhas, o veículo estava a cerca de 100km/h na hora do incidente. As autoridades expõem que o ato não foi classificado como ação terrorista. O primeiro ministro da Austrália, Malcom Turnbull, usou o Twitter para comentar a tragédia.

“Nossos policiais federais e estaduais estão trabalhando juntos em medidas de segurança, além de estarem investigando este incidente chocante. Nossos sentimentos e orações para as vítimas e para os profissionais médicos que estão os tratando”, disse.

O político australiano Daniel Andrews também usou a rede social para alertar os cidadãos: “Como vocês sabem, houve um incidente horrível na Flinders St. A polícia está no local e  fornecerá mais informações. Evitem essa área. Os trens estão funcionando, porém os bondes foram afetados.  Se mantenham em segurança e verifiquem se os entes queridos estão bem. Agradecemos aos nossos serviços de emergência pela coragem”.

Leia também: Balsa com 251 pessoas a bordo naufraga nas  Filipinas; ao menos quatro morreram

Vale mencionar que esse é o segundo caso em que pessoas são brutalmente atropeladas na cidade. Em janeiro, seis pedestres morreram após um homem jogar um carro sobre eles, na Bourke Street. Devido a isso, as autoridades australianas instalaram blocos de concretos em diferentes pontos considerados “perigosos” da cidade, a fim de prevenir mais atropelamentos desse tipo.

*Com informações da Agência ANSA

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.