Tamanho do texto

Os paramédicos afirmaram que o Reece ficou sufocado com um volume formado no estômago, o que bloqueou sua traqueia quando bateu a cabeça

Reece Seagrave  foi morto com um golpe de luta livre pelo amigo
Reprodução/Daily Mail
Reece Seagrave foi morto com um golpe de luta livre pelo amigo

Um jovem fã de luta livre  assassinou um menino de 14 anos com um golpe violento após uma disputa por 5 libras esterlinas (cerca de R$ 20). Cole Mackin, de 18 anos, de Nottingham, na Inglaterra, foi sentenciado a três anos e oito meses de prisão, depois de pegar Reece Seagrave pelas pernas e o jogar contra o chão, deixando-o inconsciente, o que causou sua morte. O caso ocorreu em 20 de abril deste ano, mas foi divulgado somente agora pela imprensa britânica. 

Leia também: Russo espanca esposa até a morte e grava ataque para mostrar 'controle' a amigos

Após receber o golpe , Reece foi levado para uma casa próxima e depois de meia hora, uma ambulância chegou ao endereço em Tenbury Crescent. Contudo, o garoto morreu ao chegar no hospital. No relatório, os médicos expõem que o menino havia entrado em colapso e que possivelmente teve uma parada cardíaca.

A causa oficial da morte foi declarada como sufocamento causado pelo volume do estômago, que bloqueou a traqueia quando lesionou a cabeça. O agressor, que tinha 17 anos no mês do confronto, admitiu o homicídio na Corte de  Nottingham Crown . Pela sua idade, ele deve passar metade de sua pena em uma instituição para jovens infratores.

Desfecho do caso

O relator do caso, Andrew Vout, relatou no processo que Reece havia passado a noite na casa de seu pai antes de sair para encontrar Mackin e outros dois garotos. Vout ressaltou que as imagens foram capturadas por câmeras de segurança, sendo possível observar o momento exato em que Mackin levanta Reece pelas coxas.

"Ele o levantou e o chocou contra o chão. Deu para ver a vítima batendo as costas e a cabeça”. O advogado ainda contou que o grupo que assistia à briga, então, se reuniu em torno do garoto, tentando reanimá-lo.

Leia também: Homem esmaga os dedos e corta as mãos da esposa após pedido de divórcio

Cole Mackin, de 18 anos, foi condenado a três anos e oito meses de prisão
Reprodução/Daily Mail
Cole Mackin, de 18 anos, foi condenado a três anos e oito meses de prisão

O promotor afirmou que o agressor correu até a casa de uma vizinha e perguntou se ela poderia dar uma olhada no garoto. “Eu acho que ele está morto. Eu o matei”, disse para a mulher.

Mackin procurou ajuda antes de deixar o local e ir para a casa de sua mãe. Mais tarde, entregou-se à polícia. Os paramédicos encontraram Reece rodeado por vômito e o levaram para o Centro Médico de Nottingham. 

O advogado de defesa, Steven Gosnell, argumentou dizendo que "Cole não pode explicar por que fez aquilo. Aconteceu instantaneamente”.  Ele ainda reforçou que a luta livre era uma paixão de ambos, e que tudo o que pode fazer é pedir desculpas pelo rapaz.  “Ele terá que conviver com isso pelo resto de sua vida”, pontua. 

No tribunal, o juiz disse a Mackin: "Suas ações foram totalmente injustificadas e, embora tenham ocorrido no calor do momento, a manobra usada em Reece foi agressiva e perigosa".

A mãe da vítima, Michelle Saxton, leu uma carta aos presentes no local. "Embora eu tivesse ouvido histórias sobre Cole ser um valentão, pensei que meu bebê estivesse seguro. Quão errada estava. Ninguém deveria ter que viver com essa dor por algo tão sem sentido. Espero que Cole seja punido pelo que ele fez, e eu gostaria de perguntar-lhe: ‘por quê? ’. Meu filho era gentil, engraçado, e não tinha um resquício de maldade em seu corpo”, disse emocionada.

Leia também: Professora de escola cristã é pega pelo marido durante sexo com aluno de 15 anos

Após a sentença de Mackin ser anunciada, o inspetor detetive Kevin Broadhead concluiu o julgamento do garoto que morreu com um golpe de luta livre. "Nenhuma frase jamais trará Reece de volta, mas esperamos que este encerramento sirva para que sua família consiga seguir a vida”.

*Com informações do Daily Mail

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.