undefined
Martin Falbisoner/Wikipedia Commons
Fachada norte da Casa Branca, vista da rua que foi fechada após suspeita de terrorismo

O Serviço Secreto dos Estados Unidos fechou a ala norte da Casa Branca nesta sexta-feira (3) durante mais de uma hora após um homem supostamente ter deixado uma bomba no local. Ruas próximos também foram isoladas e o suspeito foi preso. O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump , não estava em Washington, pois já partiu dos Estados Unidos e iniciou sua viagem pela Ásia.

Leia também: Bin Laden tinha vídeos de gatinhos, aulas de crochê e Pica-Pau em seu computador

De acordo com informações do jornal The Washington Post, o caso de suspeita de terrorismo começou quando um oficial que fazia patrulha na área externa da Casa Branca foi abordado por um homem por volta das 9h20 locais (11h45 no horário de Brasília) que disse ter deixado um pacote com explosivos nas proximidades.

A avenida Pennsylvania, na altura do Parque Lafayette Square, foi fechada pelo serviço secreto. O local é um movimentado ponto turístico para quem quer tirar fotos da residência oficial do presidente dos EUA. Nenhuma bomba foi encontrada e o local reaberto no fim da manhã.

O homem foi mais tarde identificado como Ervin Pettaway, de 33 anos, e foi preso, ainda segundo o jornal. Ele é morador de Washington e não se sabe porque ele teria anunciado ter deixado explosivos.

Violência nos EUA

Os Estados Unidos já sofreram um ataque terrorista no início desta semana . Na última terça-feira (30), oito pessoas morreram e onze ficaram feridas, após um homem do Uzbequistão, dirigindo uma caminhonete ter avançado sobre ciclistas e pedestres em Manhattan, Nova York .  O presidente Trump anunciou que irá endurecer a entrada de imigrantes e pediu a pena de morte para o suspeito.

Nesta quinta-feira (2), um outro incidente deixou três mortos quando  um homem norte-americano abriu fogo contra compradores em um supermercado, em uma cidade próxima a Denver, no estado de Colorado . O suspeito foi preso horas depois.

Agenda na Ásia

O presidente Donald Trump partiu em uma antecipada viagem pela Ásia . Ele irá visitar pelos próximos dez dias o Japão, a Coreia do Sul, o Vietnã, as Filipinas e a economia mais poderosa da região e segunda maior do mundo, a China .

    Veja Também

      Mostrar mais