Tamanho do texto

Tempestade foi classificada como sendo a maior nos últimos dez anos nos EUA; logo depois de tocar o solo texano, fenômeno perdeu força; entenda

Rajadas de vento do furacão Harvey chegaram a ultrapassar 200 km/h em Rockport, nos Estados Unidos
Reprodução/Twitter
Rajadas de vento do furacão Harvey chegaram a ultrapassar 200 km/h em Rockport, nos Estados Unidos

No início da madrugada deste sábado (26), o furacão Harvey passou pela costa do Texas, nos Estados Unidos, ocasionando fortes chuvas, inundações e provocando a queda de energia em diversas áreas, deixando centenas de milhares de pessoas no escuro. O prefeito de Rockport, Charles Wax, confirmou em entrevista coletiva que pelo menos uma pessoa morreu na passagem do furacão Harvey pelo

Leia também: Homem ataca policiais a facadas em frente ao Palácio de Buckingham, em Londres

O furacão , que foi classificado na categoria 4 na escala Saffir-Simpson, que vai de 1 a 5, teve ventos que ultrapassaram 200 km/h, sendo o maior fenômeno deste tipo que os americanos já viram nos últimos dez anos. 

Porém, depois de passar pelo continente perto da cidade de 8 mil habitantes, em Rockport, Harvey perdeu a intensidade muito rápido, caindo para a categoria 1, conforme informou o Centro Nacional de Furacões dos EUA.

Mesmo assim, a tempestade ainda tem rajadas de até 193 km/h, e as autoridades acreditam que “inundações catastróficas” deverão acontecer nos próximos dias nas áreas atingidas, devido à chuva pesada. A previsão é de que o Harvey fique estacionário durante alguns dias, causando grandes enchentes.

Com a falta de energia elétrica, pelo menos 200 mil pessoas foram atingidas, conforme informou a Ercot Electric System, companhia distribuidora de energia para 24 milhões de consumidores no estado, o que corresponde a 90% da população texana.

A recomendação da empresa é que as pessoas se afastem de linhas de transmissão que estejam no chão e conta com a colaboração dos cidadãos para informa-la caso isso ocorra.

Foto divulgada pela Nasa revela dimensão assustadora do Furacão Harvey sobre os Estados Unidos
Nasa/Space_Station
Foto divulgada pela Nasa revela dimensão assustadora do Furacão Harvey sobre os Estados Unidos

Leia também: Pela primeira vez, estado da Flórida executa supremacista branco por racismo

A região afetada é onde fica concentrado 30% das reservas de petróleo e 35% das de gás nos EUA. As refinarias da área produzem um quarto de gasolina consumida no país e mais da metade vai para a aviação.

Trump

O presidente americano, Donald Trump, já havia se precipitado e assinado uma proclamação de desastre para o Texas, segundo sua publicação no Twitter, garantindo assistência por parte do governo federal ao estado, conforme foi solicitado pelo governador do estado, o republicano Greg Abbott.

Como já previam os meteorologistas, Abbott informou à população sobre os perigos do furacão e fez um apelo. “Minha mensagem urgente para meus colegas texanos é que, se você vive em uma região onde a retirada foi ordenada, você precisa prestar atenção neste conselho e sair do caminho do perigo enquanto for possível”, declarou o governador do Texas em discurso televisionado.

Leia também: Grupo que mentia sobre feitiços de vodu para escravizar refugiadas é descoberto