Tamanho do texto

A polícia busca pelos desaparecidos nesta quinta-feira, depois do incidente ocorrido na manhã de ontem; edifícios estão destruídos por lama e pedras

Deslizamento de terra na Suíça deixou oito desaparecidos, entre alemães, suíços e austríacos
Reprodução/Twitter/CNN
Deslizamento de terra na Suíça deixou oito desaparecidos, entre alemães, suíços e austríacos

Oito pessoas estão desaparecidas depois de um deslizamento de terra em uma vila próxima dos Alpes suíços, segundo afirmou a polícia local nesta quarta-feira (23). Entre os desaparecidos estão cidadãos da Alemanha, Áustria e Suíça. “Na região de Val Bondasca, oito pessoas que estavam no local, no momento do incidente, ainda não foram encontradas”, afirmou um oficial de Graubünden nesta quinta-feira (24).

Leia também: Tufão Hato deixa ao menos oito mortos em Macau e quatro no sul da China

O deslizamento de terra aconteceu na manhã da quarta, derrubando uma massa de 4 metros cúbicos de lama, pedras e poeira, atingindo a vila de Bondo, na Suíça , próxima à fronteira com a Itália. Cerca de cem pessoas foram evacuadas, algumas tiveram de ser retiradas do local em helicópteros.

As famílias foram, então, reportando pessoas desaparecidas ao longo das últimas horas. A polícia suíça trabalhou por toda a noite em busca dos desaparecidos. “Sabemos que existem alemães, austríacos e suíços entre as pessoas desaparecidas”, disseram os policiais.

Outro grupo de cinco ou seis pessoas estaria desaparecido depois de subir para uma escalada, nas proximidades do vale de Val Bregaglia, mas acabaram sendo localizados na Itália, de acordo com as autoridades.

Leia também: Bomba da 1ª Guerra Mundial é encontrada após derretimento de geleira na Itália

Imagens feitas por cinegrafistas amadores mostram uma enorme massa cinzenta, de lama, em movimento, tomando conta de ruas e edifícios. A polícia afirmou que 12 edifícios agrícolas, incluindo celeiros e estábulos, foram destruídos pelo forte fluxo de detritos.

"Você pode imaginar exatamente tudo o que uma massa teve de descer para causar um cenário de terremoto”, pontua um policial.  

A perda de mais vidas foi evitada graças a um sistema de alerta automatizado que foi instalado em Bondo após outro grande deslizamento de terra, em 2012. Assim, depois de registrar um movimento na montanha Piz Cengalo, o sistema alertou os serviços de emergência e fechou automaticamente as estradas na aldeia.

Leia também: Tufão nas Filipinas deixa ao menos três mortos e obriga 380 mil a deixarem casas

Mais de 200 cidadãos que vivem em Bondo, na Suíça, foram informados de que não terão permissão para regressar às suas casas antes das 10 horas da manhã de sexta-feira, já que as autoridades ainda não descartaram a possibilidade de mais deslizamentos de terra.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.