Tamanho do texto

Anualmente, a revista The Economist seleciona e divulga as melhores cidades para se viver; Melbourne lidera o ranking pela sétima vez seguida

Pela sétima vez seguida, a cidade de Melbourne, na Austrália, foi eleita a melhor cidade do mundo para viver
Wikimedia Commons
Pela sétima vez seguida, a cidade de Melbourne, na Austrália, foi eleita a melhor cidade do mundo para viver

A cidade de Melbourne, na Austrália, foi eleita – pelo sétimo ano seguido – a melhor cidade do mundo para se morar.  O ranking é produzido e divulgado todos os anos pela revista The Economist , que avalia e ranqueia 140 cidades.

Leia também: Melhor cidade é aquela em que pessoas fazem o extraordinário

Melbourne esteve entre as três melhores desde que a pesquisa começou, em 2006, e não larga o osso do primeiro lugar. A australiana foi seguida por Viena, na Áustria, e Vancouver, no Canadá. Além da primeira colocada, a Austrália possui mais duas cidades nas dez primeiras colocações, Adelaide (6º) e Perth (7º).

Além de Vancouver, o Canadá também emplacou mais duas cidades na lista: Toronto (4º) e Calgary (5º). Em oitavo lugar, ficou Auckland, na Nova Zelândia, e, em nono, Helsinki, na Finlândia.

O ranking da The Economist foi divulgado nesta quarta-feira (16). De acordo com a revista, os critérios de avaliação levam em conta questões como estabilidade, sistema de saúde, educação, cultura, meio ambiente e segurança.

Na lista das dez mais, a Alemanha só conseguiu emplacar uma cidade: Hamburgo, que conquistou a décima posição, mantendo a mesma colocação que teve em 2016. Frankfurt (21º), Berlim (23º), Munique (24º) e Düsseldorf (32º) também figuraram na lista das 140 cidades.

Leia também: João Doria desconversa sobre candidatura e diz que "futuro a Deus pertence"

O estudo aponta que "parece haver uma correlação entre os tipos de cidades que ficam no topo do ranking . Elas têm melhor pontuação por serem cidades de médio tamanho em países ricos com uma densidade populacional relativamente baixa".

O outro extremo da lista e a posição dos municípios brasileiros no ranking

No outro extremo da lista, Damasco, na Síria, ficou em último lugar, antecedida por Lagos (139°), na Nigéria; Trípoli (138º), na Líbia; e Dhaka (137º), em Bangladesh.

Das cidades brasileiras, Brasília ficou em primeiro lugar, ficando em 109º. As cidades do Rio de Janeiro (118º), de São Paulo (121º) e de Manaus (127º) também entraram no ranking, mas ainda com posições ruins. Em 2015, o Rio era a cidade mais bem pontuada, no 91º lugar. Na época, São Paulo estava em 95º .

Devido à alta qualidade de vida e à sua posição consolidada como uma das melhores cidades do mundo para se viver desde que isso começou a ser avaliado, a cidade de Melbourne recebe cada vez mais turistas que se tornam moradores. Estima-se que, até 2030, a cidade supere Sydney e se torne a mais populosa da Austrália.

* Com informações da Agência Ansa.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.