Tamanho do texto

Para seguir com as investigações, as autoridades aguardam o resultado de uma autópsia, que deve confirmar a identidade do corpo e a causa da morte

Arturo Novoa, 31, e Katrina Layton, 34, foram detidos pela polícia local neste fim de semana
Reprodução/Departamento de Polícia de Youngstown
Arturo Novoa, 31, e Katrina Layton, 34, foram detidos pela polícia local neste fim de semana


Arturo Novoa e Katrina Layton, moradores do estado de Ohio, nos Estados Unidos, foram presos no último fim de semana, acusados de ocultar o corpo de Shannon Graves, encontrado em um freezer na cidade de Campbell. De acordo com o portal “Daily Mail”, Graves era a namorada de Novoa, e após a sua morte, Layton – apontada como a amante do homem – teria assumido a identidade da vítima.

Leia também: Adolescente abre porta de emergência de avião e desce pela asa

O crime foi descoberto graças a um amigo do americano, que suspeitou do freezer deixado em sua casa – que alegou estar sem energia em sua residência – e resolveu inspecionar seu interior. Assim, ele encontrou o corpo  da mulher e ligou para a polícia, que prendeu o casal criminoso e determinou a fiança de um milhão de dólares para cada um.

Para prosseguir com as investigações, as autoridades aguardam o resultado de uma autópsia, que deve confirmar a identidade do cadáver  e as causas da morte. Enquanto isso, os policiais coletam informações de testemunhas e analisam as movimentações bancárias de Graves, que está desaparecida desde fevereiro deste ano.

Segundo a promotora Dana Lantz explicou ao portal britânico, tais dados precisam ser levantados porque Layton teria assumido a identidade da vítima após seu desaparecimento. Ela se mudou para a casa de Graves, dirigia seu carro, usava seu celular e cartões de crédito e ainda cuidava do cachorro da jovem.

Leia também: Confundidos com homens em despedida de solteiro, padres são expulsos de bar

O paradeiro de Shannon Graves

De acordo com Debbie DePaul, irmã de Graves, a mulher foi vista pela última vez em meados de fevereiro, e desde então, não deu mais notícias. Por conta disso, a jovem foi adicionada ao painel de pessoas desaparecidas de Ohio no início do mês de junho, mas nenhuma informação sobre o caso foi coletada.

Desaparecida desde fevereiro, Shannon Graves, de 29 anos, pode ser a mulher encontrada em um freezer
Reprodução/Departamento de Polícia de Youngstown
Desaparecida desde fevereiro, Shannon Graves, de 29 anos, pode ser a mulher encontrada em um freezer

“Os seus amigos a chamavam de Starr e a descreviam como uma mulher de coração de ouro, um anjo na terra, compreensiva, simpática, cheia de ideias e divertida”, DePaul contou ao “WFMJ”.

“Nós sentimos muito a sua falta e ela será lembrada. É impossível substituir uma alma como a dela. Shannon era amada por muitos”, completou.

Até agora, o casal enfrenta a acusação de ocultação de corpo, porém, eles podem ser indiciados por assassinato assim que a perícia revelar a causa da morte.

Leia também: Em brincadeira de "pique-esconde", menino fica preso em máquina de lavar roupas