Tamanho do texto

Segundo informações iniciais, o trem não estava acima da velocidade máxima permitida, mas não conseguiu frear e trombou com estação na Espanha

Pelo menos 54 pessoas ficaram feridas, das quais uma segue estado grave, no acidente em Barcelona
Reprodução/Twitter
Pelo menos 54 pessoas ficaram feridas, das quais uma segue estado grave, no acidente em Barcelona

Pelo menos 54 pessoas ficaram feridas, nesta sexta-feira (28), após um acidente ferroviário em Barcelona. De acordo com informações da Direção Geral de Proteção Civil do governo autônomo catalão, um trem se chocou contra o limite final de uma via em uma estação. 

Leia também: Grave acidente interdita trecho do Rodoanel e deixa três feridos em SP

Segundo a mídia espanhola, uma dessas pessoas que ficaram feridas teve ferimentos graves. Este balanço reduz a intensidade do acidente em relação ao que foi informado inicialmente, e acrescenta que outros 19 passageiros foram considerados como feridos "menos graves" em Barcelona .

Entre as vítimas, está o maquinista do trem. Além dele, outros 34 passageiros sofreram feridas e lesões leves. O passageiro que se encontra em estado grave foi transportado para o hospital Clínic, mas não corre perigo de vida.

O acidente aconteceu às 7h15 no horário local (2h15 em Brasília) quando o trem vindo de Sant Vicenç de Calders, na província catalã de Tarragona, chegou à Estação de Francia.

Leia também: Após dez anos, ninguém foi punido pelo acidente da TAM em São Paulo

Ainda de acordo com a mídia espanhola, próximo à estação, o comboio não conseguiu frear e bateu contra o limite no trecho final da via 11.

Causas do acidente

Ferido, o maquinista negou, em entrevista à televisão catalã, que estivesse trafegando com velocidade acima do permitido. Além disso, o sistema de segurança dos trens da Espanha, ASFA (Aviso de Sinais e Freio Automático), para os carros imediatamente quando o trem está acima dos 30 km/h, velocidade máxima permitida para o sistema ferroviário. 

As causas do acidente estão sendo investigadas pela polícia local e por corpos de segurança espanhóis. 

Apesar do acidente, o serviço ferroviário no resto da estação e das demais linhas do trem, que dispõe de um total de 14 vias, não foi afetado. 

Representantes institucionais da Catalunha se deslocaram a Barcelona para investigar o acidente e acompanhar a evolução dos feridos, da mesma maneira que o fará ao longo da manhã o ministro de Fomento espanhol, Íñigo De la Serna.

Leia também: Sobe para 21 número de mortos em acidente entre carreta, ônibus e ambulâncias

* Com informações da Agência Brasil.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.