Tamanho do texto

"Mulheres curdas não sentem medo", escreveu o jornalista que acompanhou de perto o momento; nas imagens, a combatente curda 'ri na cara do perigo'

Jornalista diz que 'mulheres curdas não sentem medo' e essa combatente confirma sua teoria; confira sua reação no vídeo
Reprodução/Twitter
Jornalista diz que 'mulheres curdas não sentem medo' e essa combatente confirma sua teoria; confira sua reação no vídeo

Não é de hoje que a expressão 'sexo frágil' ficou para trás quando falamos sobre as mulheres. Afinal, a cada dia que passa, elas aparecem protagonizando situações mais perigosas e que, cada vez mais, exigem uma dose extra de coragem – o que nem todo o homem tem.

Leia também: Veja tudo sobre o Estado Islâmico no iG

A representante do "girl power" (em português, poder das mulheres ) da vez é uma combatente curda que, após quase tomar uma bala na cabeça em um tiroteio contra membros do Estado Islâmico na Síria, caiu na risada.

A reação da combatente foi publicada em vídeo, nesta terça-feira (27), nas redes sociais, e logo viralizou. Nas imagens, ela aparece por trás de uma janela, atirando contra os terroristas, quando um tiro passa perto de atingir a sua testa.

Surpresa por estar tão perto da morte – mas feliz com a mira não tão boa de seu oponente – a combatente se abaixa sorrindo, cai na risada e ainda coloca a língua para fora, em uma expressão de alívio por ter se livrado do tiro.

Leia também: Mulher é presa após ficar nua em frente ao Muro das Lamentações em Jerusalém

Abaixada, ela continuou conversando com as outras pessoas que também estavam com ela durante o combate e com o autor do vídeo.

De acordo com a BBC , a combatente faz parte de um grupo de proteção à mulher, que já tem mais de sete mil membros.

Repercussão nas redes sociais

Inicialmente, o vídeo foi publicado no Twitter por um jornalista que acompanhou a cena de perto, identificado como Hemze Hamza.

"Batalha de snipers (atiradores de elite) na cidade de Raqqa. Graças a Deus o terrorista do Estado Islâmico errou", escreveu ele na legenda.

O vídeo recebeu mais de 1.700 curtidas e foi compartilhado por outros 1.400 perfis na rede social. As imagens também foram replicadas por uma série de sites de notícias e por perfis de admiradores da jovem combatente curda.

Leia também: Idosos sobrevivem a incêndio após se esconderem em caixa d'água em Portugal

Em resposta a outra publicação, o jornalista completou: "Mulheres curdas não sentem medo. Você, mulher normal, provavelmente estaria com medo após estar tão perto da morte, mas ela não parou de rir."

    Leia tudo sobre: estado islâmico
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.