Tamanho do texto

Presidente dos Estados Unidos está em sua primeira viagem ao exterior como líder; republicano vai se encontrar com Netanyahu e Mahmoud Abbas

Reprodução/Twitter
"Nesta minha viagem, encontrei novas razões para esperança", disse o presidente dos Estados Unidos

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, aterrissou às 12h10 (equivalente às 6h10, no horário de Brasília) desta segunda-feira (22) em Israel, para dar início a uma vista de dois dias no país e na Cisjordânia, onde deve se encontrar com os líderes Benjamin Netahyahu e Mahmoud Abbas, com o objetivo de que ambos apoiem e assinem um acordo de paz.

Leia também: Trump pede para que líderes muçulmanos lutem contra o extremismo

"Nesta minha viagem, encontrei novas razões para esperança", disse o presidente. "Temos uma oportunidade rara de poder criar a paz nesta região. Vim para ressaltar os laços que não podem ser despedaçados entre os Estados Unidos e Israel", ressaltou Trump.

Israel e Cisjordânia são dois países que fazem parte do primeiro tour internacional de Trump ao exterior como mandatário, iniciado na semana passada, na Arábia Saudita.

Leia também: EUA ordenam tropas a "cercar e aniquilar" Estado Islâmico em redutos do grupo

Recepção calorosa

O republicano foi recebido no aeroporto por Benjamin Netanyahu , quem logo garantiu que "Israel quer a paz". "Obrigado por sua histórica visita a Israel como parte de sua primeira missão ao exterior", disse o premier, ressaltando que seu país "busca a paz com todos os vizinhos, incluindo os palestinos".

Por sua vez, o presidente norte-americano garantiu que os EUA "amam e respeitam Israel" e que estão sempre ao lado da nação devido às "ligações indissolúveis".

Após a recepção, como manda o protocolo, Netanyahu – ou Bibi, como é chamado por Trump o líder do governo israelita – fez questão de tirar uma foto ao lado do republicano e de sua esposa Melania Trump, imagem que foi publicada nas redes sociais com a legenda "cada vez mais fortes". 

De acordo com a Casa Branca, sede do governo dos Estados Unidos, Trump pedirá que Israel encerre os assentamentos na Cisjordânia e que os palestinos parem de lançar campanhas de violência contra os judeus.

Leia também: Trump e Arábia Saudita planejam acordo bilionário de armas

* Com informações da Agência Ansa.

    Leia tudo sobre: donald trump
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.