Tamanho do texto

Mídia local relata que até 80 mineiros podem estar presos nos escombros de campo de extração de carvão; autoridade diz que houve mortes no incidente, mas número ainda é incerto; ao menos 15 já foram resgatados

Mídia local relata que dezenas de mineiros já foram resgatados após explosão de mina de carvão em Azadshahr
Zahra Choopankareh/Tasnim News Agency
Mídia local relata que dezenas de mineiros já foram resgatados após explosão de mina de carvão em Azadshahr

Ao menos 40 trabalhadores ficaram soterrados  após explosão ocorrida nesta quarta-feira (3) numa mina de extração de carvão no Irã. Alguns repórteres presentes no local chegam a relatar que até 80 mineiros estariam presos nos escombros. A agência oficial iraniana,  IRNA , informa que já foram constatadas mortes no incidente, mas o número de óbitos ainda é desconhecido.

As operações de resgate às vítimas seguem em andamento e, de acordo com o integrante da Cruz Vermelha no Irã  Shahin Fathi, até o momento 15 trabalhadores já foram retirados dos escombros, sendo que seis deles precisaram ser encaminhados ao hospital. A informação é da agência estatal Tasnim News .

Leia também: Homem que afirmava ser "o humano mais velho do mundo" morre aos 146 anos

O incidente aconteceu por volta do meio-dia, no horário local, perto da cidade de Azadshahr, na província de Golestan, que fica no norte do país.

Cerca de 500 mineiros trabalham nessa mina de carvão e as possíveis causas do incidente ainda são desconhecidas. Um porta-voz do empreendimento disse à agência IRNA que o número de pessoas que estavam no local no momento da explosão é incerto pois o incidente ocorreu justamente no horário de troca de turnos.

Leia também: Estado Islâmico ataca comboio da Otan no Afeganistão

Explosão ocorreu durante a troca de turnos em mina localizada no norte do Irã
Reprodução/Twitter - @irna1313
Explosão ocorreu durante a troca de turnos em mina localizada no norte do Irã

Leia também: Opositor de Putin pode ficar cego devido a ataque químico em protesto na Rússia

Mineiros do Chile

O incidente no norte iraniano remete ao histórico caso dos mineiros de San José, no Chile, que passaram mais de dois meses vivendo a cerca de 500 metros de profundidade. 

Na ocasião, no dia 5 de agosto de 2010, houve um desabamento que obstruiu a passagem de 32 trabalhadores chilenos e um boliviano. Eles decidiram se refugiar em um abrigo e passaram 17 dias sem nenhum tipo de comunicação, até que foram contatados por uma sonda.

O incrível resgate dos trabalhadores foi iniciado no dia 12 de outubro e foi concluído cerca de 23 depois. Confira melhor no infográfico abaixo.



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.