Tamanho do texto

Em passeio na floresta, jovem de 19 anos encontrou homem desaparecido dentro de buraco; James Thompsom estava ferido, desnutrido e desidratado

Izaak Eglington-Watts encontrou o homem desaparecido, que havia sido visto pela última vez em 7 de março
Reprodução/Twitter
Izaak Eglington-Watts encontrou o homem desaparecido, que havia sido visto pela última vez em 7 de março

Essa é uma daquelas histórias que parecem ter saído de um filme de aventura. Um adolescente estava andando com uma amiga por uma floresta em Plymbridge, na Inglaterra, quando ficou instigado por um "buraco" ou espécie de esconderijo que em meio às árvores. O jovem Izaak Eglington-Watts, de 19 anos, contou que, ao se deparar com aquele lugar curioso, logo ficou com vontade de gritar e entrar para brincar de "ouvir ecos". E o que era para ser apenas uma brincadeira, acabou se tornando a solução de um caso de um homem desaparecido.

Logo que se deparou com o buraco, Izaak decidiu entrar e ainda convidou a amiga Emily Thompsom, que se negou a encarar o desafio. Gritando, ele esperava ouvir o eco de sua voz, mas o que realmente aconteceu foi a resposta de uma voz cansada de James Thompsom, de 51 anos, homem desaparecido há um mês, que estava ferido e desidratado.

Leia também: Casal manteve mulher com deficiência mental como escrava sexual por oito anos

“Eu fiquei muito assustado. Não esperava ouvir uma resposta, mas estou feliz que tenha sido encontrado”, disse Izaak ao “Plymouth Herald”. “Eu só fui olhar o buraco por curiosidade, eu não achei que fosse ter alguma coisa dentro”.

Izaak ainda contou ter encontrado o buraco depois de sair do caminho e se perder. Acredita-se que James tenha entrado lá para se abrigar depois de se machucar. Os oficiais acrescentaram que, se não tivesse sido encontrado pelo jovem curioso, o homem poderia ter morrido porque estava muito magro e desidratado.

“Eu escalei para dentro do buraco e perguntei à Emily se ela também queria entrar, mas ela disse que não. Eu continuei gritando ‘oi’ várias vezes para ouvir o eco. Estava querendo me divertir e fazer com que Emily entrasse”, afirmou.

Leia também: Polícia indiana encontra "menina Mogli" vivendo em meio aos macacos

“Então, descobri que havia uma outra seção que levava a outro buraco. Escalei, fui entrando e gritando "oi" repetidamente. Foi quando recebi uma resposta. Obviamente, me assustei porque estava tudo escuro lá dentro e eu só tinha a lanterna do meu celular, por isso não dava para ver muita coisa”, continuou.

"Saí de lá, andamos para longe para sair daquela região, mas Emily ainda não acreditava que haviam me respondido, então disse que iria voltar e gravar para provar que tinha alguém lá dentro”, falou o jovem.

Depois disso, os dois acabaram pedindo ajuda de outros dois transeuntes porque acreditava que o homem estava preso ou ferido. Juntos, os quatro falaram com alguns empreiteiros trabalhando perto do local. Izaak afirma que devem ter chamado a polícia. Ele ainda recebeu a recomendação de não voltar ao "esconderijo" porque o homem, dono da voz, poderia ser perigoso.

Assim, os policiais chegaram a James no final da tarde da última quarta-feira (5). “Ele foi encontrado com segurança em Plympton. A polícia gostaria de agradecer ao público pela ajuda”, escreveram as autoridades de Devon e Cornwall em declaração.

Leia também: Desaparecido, homem é encontrado morto dentro de cobra de sete metros

Um porta-voz da organização confirmou ao “Plymouth Herald” que James Thompson estava no buraco há mais de uma semana e meia, e estava perto de falecer. O homem estava desaparecido há quase um mês e tinha sido avistado pela última vez em um posto de gasolina em 7 de março. Não se sabe sua condição de saúde no momento.