Tamanho do texto

Ibn Ali Miller foi homenageado por suas ações pelo conselho de Atlantic City em Nova Jersey na última quarta-feira (22); assista ao vídeo e entenda

Homem é homenageado após separar briga de rua entre jovens nos Estados Unidos e vídeo viraliza nas redes sociais
Reprodução
Homem é homenageado após separar briga de rua entre jovens nos Estados Unidos e vídeo viraliza nas redes sociais

Um jovem americano virou notícia no mundo todo depois que um vídeo em que ele separa uma briga de rua entre dois adolescentes tomou conta das redes sociais. Durante as imagens, Ibn Ali Miller dá uma lição de fraternidade e respeito que você não esperava receber no meio de uma avenida.

Conheça a Coluna do Bem de Hélio Gomes

Tudo começou com uma briga de rua entre dois jovens, em Atlantic City, NovaJersey, nos Estados Unidos. Os jovens trocavam socos no meio da rua e, enquanto isso, uma dezena de outras pessoas aproveitava para filmar a cena e também para fazer provocações, sem que nenhuma delas tentasse separar a confusão.

Foi aí que entrou em cena o afro-americano Ibn Ali Miller, muçulmano de 26 anos, e natural de NovaJersey. O homem veio caminhando na direção dos adolescentes que estavam brigando e separando a briga começou a fazer o seu discurso que rodou o mundo: “Todos vocês em seus celulares: vocês são os verdadeiros covardes. Olha, esse cara que deveria ser seu parceiro está com um sorriso enorme que nem consegue esconder”.

Leia também: Jovem supera o bullying e transforma as marcas do vitiligo em arte corporal

Os jovens que até então estavam envolvidos na briga ficaram paralisados enquanto ouviam o discurso de Miller que finalizou: “Você são todos homens, não são? 14, 15, 16, 17 anos… Vocês são homens. Então, comportem-se como tal. Não façam seus pais serem vistos dessa maneira. Não tem jogo aqui. É real aqui fora, irmãozinho”. Mas ele não sairia do local antes que os "brigões" apertassem as mãos. Miller conseguiu, separou a briga e passou uma imagem de fraternidade para o mundo todo. O vídeo termina com Ali fazendo os adolescentes apertarem as mãos.

Homenagens

O Conselho Municipal de Nova Jersey homenageou o jovem muçulmano durante uma cerimônia na noite da última quarta-feira (22). No evento, Miller disse que quando sua mãe queria aplicar uma punição, ele era obrigado a ler livros.

Leia também: Barbeiro inglês transforma o visual de moradores de rua e vira hit no Instagram

Miller disse que estava chateado porque as pessoas ficaram surpresas com sua atitude de separar a briga. "Estou chorando porque toda essa situação me entristece, isso devia ser a norma, isso devia ser o regular. Não sou um pacificador. Eu fiz o que eu deveria fazer, o que fui criado para fazer", disse.

O homem, que também é pai, afirmou que é mulçumano e que foi criado por pais mulçumanos e tudo que fez aprendeu em casa: "As pessoas ganham 15 minutos de fama e eu gostaria de usar cada segundo dos meus 15 minutos para agradecer minha mãe pelos ensinamentos".

O vídeo de Ibn Ali Miller separando a briga de rua teve milhares de compartilhamentos (inclusive, LeBron James e o rapper Snoop Dogg publicaram em suas nas redes sociais) e as vizualizações já passam de milhões. Você já assistiu? Vale a pena mudar a maneira que você vê as coisas.

Assista ao vídeo: