Tamanho do texto

Kim Jong-nam é visto em fotos no Facebook em numerosos lugares de pura ostentação; ele foi supostamente assassinado na Malásia nesta semana

Kim Jong-nam é visto em fotos em numerosos lugares de pura ostentação; ele foi supostamente assassinado na Malásia
Reprodução/Facebook
Kim Jong-nam é visto em fotos em numerosos lugares de pura ostentação; ele foi supostamente assassinado na Malásia

Uma página do Facebook secreta, que mostra diversos momentos de pura ostentação do meio-irmão do ditador norte-coreano Kim Jong-un, acabou sendo revelada nesta quinta-feira (16). Kim Jong-nam, que foi morto no último dia 13, aparece em viagens pelo mundo, usufruindo de uma vida, no mínimo, tranquila e favorável.

LEIA MAIS: Matou mulher e serviu em churrasco: veja casos chocantes de canibalismo no mundo

Nas imagens, Kim Jong-nam é visto em vários pontos turísticos e em momentos superdescontraídos: a bordo de uma lancha, vestindo um smoking do lado de fora de um hotel-cassino cinco estrelas. Também é possível ver que ele curtiu páginas de artistas na rede social, incluindo o cantor Serge Gainsbourg, além de um clube de entretenimento adulto chamado Amairo Japanese Girls KTV Lounge, onde as mulheres estão retratadas em fantasias.

LEIA MAIS: "Papai Noel do Crime" é preso nos EUA após ficar entalado em uma chaminé

A página do Facebook encontrada era “secreta” porque está em nome de “Kim Chol”, talvez para que se mantivesse distante dos holofotes – principalmente em se tratando de uma pessoa cujo irmão mantém o padrão de vida da população bastante distante da glamorosa encontrada na rede social. Além disso, a foto de perfil era um esquilo.

A página do Facebook encontrada era “secreta” porque está em nome de “Kim Chol”
Reprodução/Facebook
A página do Facebook encontrada era “secreta” porque está em nome de “Kim Chol”

O norte-coreano estudou em uma escola prestigiada, a International School of Geneva (Escola Internacional de Genebra), na Suíça, onde também se formou a ex-primeira-ministra indiana Indira Ghandi, além de membros da família real tailandesa.

Outro detalhe bastante “ocidental” revelado pelo perfil na rede social é a foto nas cores da bandeira francesa, publicada logo após um ataque terrorista a Paris, em 2015.

Teria o Facebook ajudado seus assassinos?

Apesar do “cuidado” em trocar seu nome e colocar uma foto genérica no perfil da rede social, um especialista aponta que alguns descuidos podem ter sido cruciais para que fosse encontrado pelos algozes. Segundo o site “The Mirror”, falam-se sobre alguns descuidos que Kim Jong-nam cometia em relação ao seu anonimato.

LEIA MAIS: Canadense caminha até a Argentina para realizar sonho (e dá de cara com a porta)

O ex-secretário de Inteligência da Coreia do Sul, Cha Du-hyeogn, aponta que “atividades abertas como estas [encontradas na página do Facebook] não parecem vir de uma pessoa que está constantemente sob ameaças de morte”.

O norte-coreano estudou em uma escola prestigiada, Escola Internacional de Genebra
Reprodução/Facebook
O norte-coreano estudou em uma escola prestigiada, Escola Internacional de Genebra

"Acho que é possível que Kim tenha sido descuidado, o que levou à sua morte." Jong-nam estava vivendo em autoexílio e estava prestes a embarcar em um voo quando morreu.

Quem é Kim Jong-nam?

Kim Jong-nam tinha 46 anos e está envolvido em uma morte enigmática. Supostamente, foi assassinado no Aeroporto de Kuala Lumpur, na Malásia, envenenado com uma caneta-tinteiro. Duas mulheres foram apontadas como responsáveis pelo crime, uma vietnamita de 28 anos, e outra indonésia de 25 anos. Mas não foram especificados detalhes.

E o mistério não para por aí: há agentes de inteligência sul-coreanos que apontam a possibilidade de que a morte de Kim Jong-nam tenha sido encomendada pelo meio-irmão, o ditador norte-coreano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.