Nova espécie de formiga descoberta no Equador recebe primeiro nome científico com 'gênero neutro'
Divulgação
Nova espécie de formiga descoberta no Equador recebe primeiro nome científico com 'gênero neutro'

Uma formiga recém-descoberta é a primeira espécie animal a receber um nome científico com gênero neutro. Terminado em "they" (eles em inglês) para homenagear a diversidade de gênero, os pesquisadores batizaram a formiga-mandíbula miniatura das florestas tropicais do Equador de “Strumigenys ayersthey”.

Strumigenys é o nome que indica o gênero ao qual a formiga pertence e ayersthey é a junção do sobrenome Ayers , de Jeremy Ayers, com o 'pronome neutro da língua inglesa'. 

Normalmente, quando espécies recebem o nome de pessoas, o nome científico termina com -ae (depois de nomes femininos) e -i (depois de nomes masculinos), mas este grupo de pesquisadores queria celebrar pessoas não binárias.

O inseto foi encontrado pela primeira vez por Philipp Hoenle, da Universidade Técnica de Darmstadt , Alemanha, e sua singularidade foi confirmada pelo especialista em taxonomia Douglas Booher, da Universidade de Yale .

Você viu?

Segundo os especilstas, esta formiga é diferente de qualquer outra das mais de 850 espécies pertencentes a seu gênero.

O nome de Jeremy Ayers foi homenageado por Michael Stipe, vocalista e letrista do R.E.M., que ajudou Booher a escrever a seção de etimologia da pesquisa sobre o inseto. O trecho do artigo explica a inspiração por trás do nome da nova espécie.

Ayers, é um amigo em comum do músico e do pesquisador. Ele faleceu em 2016, era um ativista gay dos direitos humanos e lutou por comunidades sub-representadas e indivíduos não binários.

Comentando sobre o nome único, Booher disse: “Um animal tão bonito e raro era a espécie certa para celebrar a diversidade biológica e humana . Pequenas mudanças na linguagem tiveram um grande impacto na cultura. A linguagem é dinâmica e assim deve ser a mudança na nomenclatura das espécies - uma linguagem básica da ciência. ”

Ele espera que esta nova opção de nomenclatura seja usada futuramente "para aqueles que desejam ser identificados fora do gênero binário ".

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários