Ministro do STF, Gilmar Mendes
Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF
Ministro do STF, Gilmar Mendes

"Na nossa democracia, não há espaço para coações autoritárias armadas", relatou o  ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), em sua conta no Twitter nesta quinta-feira (22). Gilmar comentou as supostas ameaças feitas pelo general Braga Netto, Ministro da Defesa, sobre a não concretização de eleições em 2022  caso não haja voto impresso. 

Gilmar Mendes afirmou que "os representantes das Forças Armadas devem respeitar os meios institucionais do debate sobre a urna eletrônica", deixando implícito nome de Netto. "Política é feita com argumentos, contraposição de ideias e, sobretudo, respeito à Constituição", completou o ministro do Supremo.



Segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo, Netto teria enviado um recado ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL),  condicionando as eleições de 2022 ao "voto impresso e auditável".

Ao ser questionado sobre o assunto, o ministro disse que não passava de uma "mentira" e "invenção" a notícia de que teria enviado recado a Lira.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários