sala de aula
Arquivo/Agência Brasil
Governo confirma retorno às aulas presenciais em São Paulo a partir de outubro

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (7) o adiamento do retorno às aulas presenciais em escolas públicas e privadas do estado. Agora, a data prevista para o início das atividades é o dia 7 de outubro. 

A volta às aulas das escolas públicas e privadas estava prevista para 8 de setembro, mas a situação do estado na pandemia poderia piorar com o processo de flexibilização . A condição para a retomada era que todo o estado ficasse por 28 dias na fase amarela, a terceira do plano de reabertura controlada, o que não vai acontecer.

A partir de 8 de setembro, porém, o estado permitirá atividades opcionais de reforço e recuperação em municípios incluídos na fase amarela. A opção de retornar as atividades deve ser de cada escola. 

De acordo com o governador João Doria, a mudança busca oferecer "uma maior margem de segurança às crianças, adolescentes, professores e gestores das escolas públicas e privadas do estado, além dos seus familires". Apesar disso, Doria defende o retorno ao ambiente escolar como investimento na educação, saúde mental e assistência alimentar aos alunos.

O secretário de educação do estado, Rossieli Soares, reforçou que "proteger vidas ao longo do tempo também significa colocar educação no centro do debate", destacando que escolas fechadas por longos períodos pode gerar um impacto no bem-estar dos adolescentes. "A gente já vê em alguns lugares as crianças já na rua, fazendo outras atividades que não deveriam", completou o secretário. 

    Veja Também

      Mostrar mais