IstoÉ

Candidatos ficaram com notas abaixo do que deveriam
Toffetti / A7 Press / Agência O Globo
Candidatos ficaram com notas abaixo do que deveriam

Funcionários do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e Ministério da Educação ( MEC ) afirmam que não é possível ter 100% de confiança nos resultados do Enem 2019. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Leia também: Nem todas as questões do Enem foram pré-testadas, admite MEC

De acordo com a reportagem, após identificar erros nas notas do exame, o Inep refez a conferência dos desempenhos dos participantes, mas não recalculou os parâmetros dos itens usados nas provas do Enem. O cálculo levaria mais tempo para ser concluído, mas traria maior segurança para os resultados.

No entanto, o governo Bolsonaro preferiu abrir mão dessa análise para dar uma resposta rápida aos erros e manter o cronograma do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

Técnicos ouvidos pela Folha avaliaram que o recálculo dos parâmetros poderia reduzir o erro padrão do exame e indicar variações nas notas. A mudança pode ser pequena, mas suficiente para alterar, por exemplo, a lista de aprovados em cursos concorridos. Segundo o jornal, os técnicos afirmaram que o recálculo só será feito caso haja determinação da Justiça.

    Leia tudo sobre: Enem

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários