Candidatos se depararam com notas muitos baixas no Enem
Toffetti / A7 Press / Agência O Globo
Candidatos se depararam com notas muitos baixas no Enem

O Ministério da Educação (MEC) admitiu que nem todas as questões do Exame Nacional do Ensino Médio ( Enem ) foram pré-testadas antes de serem colocadas na prova. Segundo o jornal O Estado de São Paulo , a informação está disponível na nota técnica do MEC enviada à Justiça para comprovar que as falhas na correção não tiveram "influência negativa".

Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira ( Inep ), houve erro na correção de 5.974 provas entre 3,9 milhões de alunos participantes.

A Defensoria Pública da União (DPU) chegou a fazer um pedido para que a divulgação dos resultados do Sistema de Seleção Unificada ( Sisu ) fosse suspenso, mas depois retirou o pedido por entender que a Advocacia-Geral da União (AGU) apresentou documentos que  comprovaram as correções.

Leia também: Em nota, MBL critica "trabalho lamentável" de Weintraub e pede saída do ministro

O órgão entrou com uma nova liminar, no entanto, pedindo que o MEC publique em seus sites oficiais, em até 24 horas, uma nota de esclarecimento com as justificativas apresentadas judicialmente. A multa diária caso a medida não seja cumprida é de R$ 10 mil.

Também foi solicitado que o ministério responda individualmente aos 172 mil participantes que pediram a recorreção de suas provas, mas que não tiveram nenhuma alteração nas notas. 

    Leia tudo sobre: Enem

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários