Tamanho do texto

Weintraub se tornou um dos assuntos mais comentados da rede social

Weintraub arrow-options
Reprodução/Twitter
Weintraub escreveu "impressionante" com C

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, cometeu mais uma gafe em sua conta do Twitter nesta quarta-feira (8). O chefe do MEC cometeu um erro de português ao escrever a palavra "impressionante" para responder o deputado Eduardo Bolsonaro e virou piada entre os usuários da rede social. 

Leia também: Weintraub culpa Lula por Pisa e garante: "Brasil vai sair do fundo do poço"

"Caro @BolsonaroSP, agradeço seu apoio. Mais imprecionante: não havia a área de pesquisa em Segurança Pública. Agora, pesquisadores em mestrados, doutorados e pós-doutorados poderão receber bolsas para pesquisar temas, como o mencionado por ti, que gerem redução da criminalidade", escreveu Weintraub

O ministro apagou o tuíte com o erro pouco tempo depois e não se manifestou sobre o assunto. No entanto, em menos de uma hora, os termos "imprecionante" e "Ministro da Educação" chegaram aos assuntos mais comentados do Twitter no Brasil. 

"Galera, o Weintraub que escreve "Imprecionante" foi aprovado em um concurso publico federal, fez mestrado e hoje é ministro. Não desistam dos seus sonhos", ironizou um usuário.  "Paulo Freire deve se revirar no túmulo com um Ministro da Educação como Weintraub! Imprecionante", escreveu outro. 





"Imprecionante mesmo é a quantidade de erros que o ministro Weintraub coleciona. Antes do ‘imprecionante, teve ‘insitaria’ e uma ‘paralização’", escreveu a deputada Érika Kokay, em referência a erros de português cometidos pelo ministro em outras ocasiões.