Tamanho do texto

Com cinco convênios novos, notas do Enem são aceitas em 47 instituições de ensino portuguesas. Novos acordos foram firmados pelo Inep

Fachada da Universidade de Coimbra arrow-options
Wikimedia Commons
A Universidade de Coimbra foi a primeira a firmar o acordo com o Inep

O Ministério da Educação anunciou nesta terça-feira (19) que foram firmados mais cinco convênios com universidades portuguesas para que as notas do Enem sejam aceitas como método de admissão . Agora são 47 instituições de ensino superior de Portugal usando a nota do Enem.

Os acordos foram assinados pelo presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes. “Toda a oportunidade que a gente possa dar ao estudante brasileiro, dele se abrir para o mundo, buscar conhecimentos novos, é enriquecedora, e este é um trabalho muito importante para o Inep”, afirmou Lopes na cerimônia de assinatura das parcerias, que aconteceu em Lisboa, capital de Portugal.

O reitor da ULHT, Mário Caneva Moutinho, comemorou a assinatura do acordo. “Estamos ansiosos por receber um maior número de estudantes brasileiros. Eles serão bem recebidos e bem integrados”, saudou Moutinho. O reitor acrescentou ainda que “este intercâmbio vai permitir, no futuro, que estes estudantes tenham implicação na vida social, econômica e cultural de ambos países”.

É preciso lembrar, porém, que os acordos visam apenas facilitar o compartilhamento das notas com as universidades portuguesas. O governo brasileiro não tem nenhum programa de transferência de recursos ou financiamento específico para os estudantes que optarem por ir a Portugal.

Leia também: Prêmio Capes vai dar R$ 5 mil a estudantes de graduação

Os acordos com as universidades portuguesas começaram a ser firmados em 2014. A primeira instituição a aderir foi a Universidade de Coimbra, que em 2019 renovou a parceria. De acordo com o Ministério da Educação, mais de 1,2 mil brasileiros já usaram o  Enem  para ingressar no ensino superior em instituições portuguesas.

    Leia tudo sobre: Enem