Tamanho do texto

Estudante ameaçou matar colegas e funcionários da instituição; irmã do suspeito afirmou que ele estava em depressão e já foi internado; entenda

Unit
Reprodução
Universidade Tiradentes, em Sergipe

A Universidade Tiradentes (Unit), em Aracaju, Sergipe, suspendeu as atividades nesta segunda-feira (10) após um estudante ter ameaçado matar professores e outros alunos nas redes sociais. O assunto entrou para os mais comentados do Twitter nesta tarde. 

Leia também: UFPE sofre ameaça de ataque armado pela deep web e aciona Polícia Federal

De acordo com estudantes da universidade, um estudante de engenharia de produção estaria ameaçando cometer um ataque. "Galera da Unit , se ligue que tem um cara que tá ameaçando os professores e diretores da Unit, ele faz engenharia de produção, ele tá falando que chegou o dia dele, e que tá na hora de todo mundo pagar pelos pecados, e disse que vai matar todo mundo que puder na Unit, os seguranças já foram informados que é para reter ele nas portarias, tá maior loucura”, escreveu uma das alunas.

Nas redes sociais, os estudantes compartilharam uma mensagem publicada pela  irmã do suposto autor da ameaça. Em sua conta do Instagram, Bianca Burckler afirmou que o irmão, identificado como Wesley, já tinha saído da Unit e foi encaminhado para uma clínica pelo pai para ser internado. 

Bianca disse ainda que o estudante entrou em depressão profunda após perder a mãe. "6 meses depois quase perdemos meu pai, ele ficou em coma 3 meses. Minha avó faleceu tem 1 ano, tem a pressão desse TCC que ele caiu de cara nos estudos de uns dias pra cá. Então tudo isso foi se juntando na cabeça do meu irmão e ele caiu em depressão, a ponto de querer tirar a própria vida e a dos outros", escreveu. 

Em nota, a instituição confirmou a existência de ameaças e resolveu suspender todas as atividades. "Devido às mensagens com teor de ameaças, compartilhadas nas redes sociais, a Universidade Tiradentes - Unit - suspende as atividades do dia de hoje, 10, com o intuito de garantir a segurança de alunos e colaboradores".

Leia também: Empresário e filha de 9 anos são encontrados mortos em Campos do Jordão

"À título de esclarecimento, a Instituição de Ensino Superior informa que as equipes de segurança estão tomando providências juntamente com os órgãos públicos competentes para a devida investigação", diz o texto. A polícia foi acionada e está na universidade para reforçar a segurança. 

Mais informações em instantes