Tamanho do texto

Portaria criando o grupo de trabalho está publicada no Diário Oficial desta quinta-feira; integrantes terão 60 dias para apresentar proposta ao MEC

revalida
Arquivo/Agência Brasil
Revalida também reconhece os diplomas de médicos que se formaram no exterior e querem trabalhar no Brasil

Grupo de trabalho com a finalidade de estudar e propor medidas para o aperfeiçoamento do processo de revalidação dos diplomas de graduação de medicina foi instituído pelo Ministério da Educação (MEC), de acordo com portaria publicada na edição desta quinta-feira (16) do Diário Oficial da União.

Leia também: Ministro da Educação ataca gestões anteriores e diz estar aberto para dialogar

O grupo será formado representantes da Secretaria de Educação Superior do MEC , do Instituto Nacional de Educação e Pesquisa Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e Conselho Federal de Medicina (CFM).

Os integrantes do grupo de trabalho terão um prazo de 60 dias, a contar partir da publicação da portaria, para a conclusão de suas atividades e apresentar ao ministro da Educação uma proposta para aperfeiçoar o atual processo de revalidação do diploma de medicina.

Leia também: Entidades marcam novo protesto contra cortes na Educação para o dia 30 de maio

O grupo poderá convidar para participarem de suas atividades representantes de órgãos e entidades públicas e privadas, além de pesquisadores e especialistas, que possam contribuir para o trabalho.