Tamanho do texto

Querendo atrair amantes do rock, instituição de ensino lança curso de especialização no estilo musical com aulas de prática, história e pedagogia

Curso de rock é criado para mostrar que uma escola de rock não é coisa apenas do cinema
Reprodução/Paramount Pictures
Curso de rock é criado para mostrar que uma escola de rock não é coisa apenas do cinema


O Brasil o país do samba e da bossa-nova? Educadores querem provar que se ouve muito rock por aqui também. A Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, abriu inscrições para um curso de rock válido como pós-graduação. A ideia é trazer informações e práticas do estilo musical durante um ano e meio de aulas.

Leia também: Menos de 2% das universidades brasileiras tiram nota máxima em avaliação do MEC

No anúncio de seu curso de rock , a faculdade destaca que é uma ação inédita no Brasil. Inspirado no filme “Escola do Rock”, que ficou famoso anos atrás com o ator Jack Black no papel principal, o coordenador espera receber uma boa quantidade de alunos.

“Os cursos foram desenvolvidos especialmente para a Faculdade Santa Marcelina por profissionais renomados, com ampla experiência prática, artística e acadêmica e que entendem as carências do mercado”, informou o coordenador Sérgio Molina no comunicado oficial.

Leia também: UNINOVE: uma universidade completa para sua graduação ou pós

Ainda que o principal público-alvo seja pessoas já graduadas em música, o curso também pode receber graduados em outras especialidades, desde que trabalhem com música e já tenham noções básicas de tocar algum instrumento.

As aulas serão de Rock: teoria, história e prática, Musicoterapia Aplicada, Música Contemporânea: escrita, tecnologia e criação, música e imagem e Violão: pedagogia e performance.

O curso pretende não apenas abordar e divulgar pela primeira vez no país e em português a aprofundada pesquisa acadêmica desenvolvida em universidades internacionais especialmente para o gênero Rock, como também ampliar esta pesquisa ao aplicar suas ferramentas também ao Rock produzido no Brasil e na América Latina, destacando suas semelhanças e diferenças em relação ao Rock inglês e americano.

De acordo com o coordenador, o curso também abre a oportunidade de verificar a influência que o Rock exerce sobre determinados artistas de diferentes gêneros e de movimentos de música brasileira, como a Tropicália e o Clube da Esquina, por exemplo.

Pós-graduação no mundo são ainda mais estranhas que um curso de rock

É possível fazer um curso de rock abordando os Beatles em Liverpool
Reprodução
É possível fazer um curso de rock abordando os Beatles em Liverpool


Não são apenas faculdades brasileiras que dão a oportunidade para pós-graduações em assuntos diferentes. No Umber College, em Toronto, no Canadá, é possível obter diploma em comédia. São aulas de stand up, improvisação, entre outras.

Leia também: Idosos fogem de casa de repouso para ir até festival de heavy metal na Alemanha

Já a Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos, oferece bacharelado em grama. A ideia é que o aluno aprenda a desenvolver gramados para práticas esportivas e jardinagem.

E se o curso de rock for ainda mais específico? Em Liverpool, na Ingaletrra, é possível fazer uma pós-graduação apenas na banda The Beatles, considerada, pro muitos, a maior da história do estilo musical.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.