Tamanho do texto

Esta é a segunda vez que o Ministério da Educação prorroga o prazo do aditamento; alunos devem validar informações inseridas pela faculdade

Novo Fies deve oferecer 310 mil vagas em 2018, sendo que 100 mil preveem taxa de juros zero
Agência Brasil
Novo Fies deve oferecer 310 mil vagas em 2018, sendo que 100 mil preveem taxa de juros zero

Os estudantes brasileiros ganharam mais tempo para concluírem a renovação do contrato do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) . O prazo do aditamento, referente ao primeiro semestre de 2018, foi prorrogado pela segunda vez e estendido até o próximo dia 25.

Segundo o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão vinculado ao Ministério da Educação, em razão do grande número de acessos no último dia de renovação – dia 30 de abril –, o sistema SisFies apresentou instabilidades. Por isso, o FNDE resolveu estender o prazo para renovação dos contratos do  Fies .

De acordo com o Ministério da Educação, cerca de 1,1 milhão de contratos devem ser renovados neste semestre.  O MEC alerta ainda que os contratos do financiamento devem ser renovadas a cada seis meses (semestralmente). Inicialmente, o pedido para a renovação do contrato é realizado pela própria instituição de ensino e, depois, os alunos precisam validar todas as informações no Sistema Informatizado do programa (SisFies).

Leia também: Iniciativas gratuitas empoderam moradores de Paraisópolis por meio da educação

 “Nos aditamentos simplificados, a renovação é formalizada a partir do momento em que o estudante faz a validação no sistema. Já no aditamento não simplificado – quando há alteração nas cláusulas do contrato, como mudança de fiador –, o estudante precisa levar toda a documentação comprobatória ao agente financeiro", explica o MEC.

Mudanças no programa em 2018

Estudantes que ingressarem no programa a partir de 2018 já entrarão em um novo sistema de financiamento. Com as mudanças, a expectativa do Ministério da Educação (MEC) é que 310 mil vagas sejam destinadas ao programa neste ano, sendo 100 mil para estudantes de baixa renda que terão juro zero e serão voltadas para os estudantes que tiverem renda per capita mensal familiar de até três salários mínimos.

As outras modalidades serão garantidas com recursos dos fundos constitucionais regionais e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Leia também: Inscrições no Enem 2018 começam nesta segunda-feira; saiba como se candidatar

Fies  financia estudantes de cursos privados do ensino superior, profissional, técnico ou tecnológico e em programas de mestrado e doutorado. Para que tenham acesso às faculdades, os jovens precisam passar por avaliação em processos estabelecidos pelo MEC, como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

* Com informações da Agência Brasil

    Leia tudo sobre: Fies
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.