Tamanho do texto

Algumas instituições se utilizam das notas da prova como meio de seleção para a primeira fase de concursos públicos; os salários vão até R$ 6 mil

Aplicações dos testes do Enem serão realizadas em dois domingos neste ano
João Godinho /28.11.2016
Aplicações dos testes do Enem serão realizadas em dois domingos neste ano

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), conhecido como o maior vestibular do país por dar direito à vagas de ensino superior em milhares de universidades públicas e privadas espalhadas pelo território nacional também pode ser usado para outros fins.

Leia também: Fies mantém limite de R$ 5 mil por mês para financiamentos do segundo semestre

A prova também dá o direito aos inscritos no Enem de participar do processo seletivo de concursos públicos para trabalhar em instituições do governo. Os cargos variam e os salários também: as remunerações vão de R$ 2 mil até R$ 6 mil.

O Curso de Formação de Oficiais (CFO) da Polícia Militar da Paraíba é uma das organizações que utiliza o exame como método de seleção para a primeira fase, das cinco do processo. A iniciativa começou em 2013, quando a Universidade Federal da Paraíba (UFPB) passou a adotar o Sisu para admitir seus alunos e extinguiu seu vestibular – utilizado, até então, pela PM como método para escolher seus candidatos.

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado (CFO) também tem um processo parecido com o da PM para avaliar seus futuros colaboradores. A instituição utiliza o Enem desde 2014 para a primeira etapa de seleção.

Desde 2015 a Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão de Minas Gerais (Seplag) também utiliza o exame como a primeira das duas fases de seleção no concurso público para a vaga de especialista em políticas públicas e gestão governamental. O cargo pede que o candidato faça, no mínimo, 350 pontos nas provas de humanas e exatas e 500 pontos na redação.

Este ano, a Brigada Militar do Rio Grande do Sul também resolveu aderir a prova para admitir seus soldados. No entanto, nenhum concurso foi realizado até então.

Leia também: MEC autoriza a abertura de 59 cursos superiores no País

Enem

Ficou interessado? Então não perca a data da prova, que este ano vai acontecer em dois domingos, pela primeira vez, nos dias 5 e 12 de novembro. A decisão foi do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) que, em respeito aos participantes sabatistas,  que tradicionalmente precisavam esperar até às 19h do sábado para iniciar a prova.

A ordem de aplicação dos conteúdos do Enem também foi alterada. Desta vez, no primeiro domingo, dia 5, serão aplicados os exames de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, e os candidatos terão 5 horas e 30 minutos para a realização. Já no segundo dia, 12, os participantes terão que lidar com as questões das provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 4 horas e 30 minutos de duração. 

Leia também: Univesp cria 16 mil vagas gratuitas no ensino superior em São Paulo

    Leia tudo sobre: Enem