Governador Geraldo Alckmin assinou convênios com 38 prefeituras do estado para a implantação de novos polos presenciais da instituição

Governador Geraldo Alckmin assinou convênios entre Univesp e prefeituras em evento nesta segunda-feira (7)
Divulgação/Governo de São Paulo
Governador Geraldo Alckmin assinou convênios entre Univesp e prefeituras em evento nesta segunda-feira (7)

O governo paulista assinou nesta segunda-feira (7) convênios da Univesp (Universidade Virtual do Estado de São Paulo) com 38 prefeituras do estado para instalação de polos da instituição. Dessa maneira, a universidade chega a 100 pontos em 63 cidades.

Leia também: MEC autoriza a abertura de 59 cursos superiores no País

De acordo com o governador Geraldo Alckmin (PSDB), estão sendo criadas mais de 16 mil vagas de ensino superior gratuito no estado. “Com o vestibular, nós chegamos a mais de 60 municípios do estado, por meio do apoio dos professores das melhores universidades, como USP, Unesp e Unicamp. São 100 polos no Estado. Na capital, temos 33 polos, com seis mil alunos”, afirmou o tucano durante o evento de assinatura dos novos convênios da Univesp .

Alckmin afirmou ainda que 85% dos estudantes da universidade virtual são oriundos e escolas públicas. ”São Paulo não deixa ninguém para trás, levando ensino universitário, de qualidade, gratuito e a distância. O aluno faz o seu horário e estuda pela internet , com material pedagógico bem elaborado”, comentou o governador.

Os polos são espaços físicos nos municípios. Eles oferecem a infraestrutura necessária (computadores, impressoras e acesso à internet) para o estudante participar das atividades da universidade como provas, discussões em grupo e dos trabalhos orientados por tutores. Nesses locais, também é possível solicitar serviços de secretaria acadêmica, assim como tirar suas dúvidas sobre o AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem).

Leia também: Prazo para solicitação de isenção da taxa da Fuvest acaba nesta segunda

O AVA, por sua vez, é a plataforma digital utilizada pelos estudantes para desenvolver as atividades acadêmicas, que incluem as vídeo-aulas e o acesso ao material didático, bibliografia e sistema para sanar dúvidas com os tutores.

Matrículas

A universidade promoveu recentemente o seu vestibular para os cursos deste ano de Engenharia da Computação, Engenharia de Produção, Licenciatura em Matemática e o recém-implantado curso de Pedagogia. Participaram cerca de 80 mil inscritos.

A presidente da instituição, Maria Alice Carraturi, revela que a primeira chamada de aprovados será divulgada já nesta terça-feira (8), e as matrículas poderão ser feitas na quarta (9) e quinta-feira (10), nos próprios polos escolhidos pelos estudantes. As aulas começam no dia 21 de agosto.

O primeiro vestibular da universidade aconteceu em 2014, com oferta de 3.330 vagas para graduação em Engenharia de Computação e Engenharia de Produção, assim como licenciaturas em Matemática, Física, Química e Biologia.

Leia também: UEL abre na quinta-feira as inscrições para o vestibular 2018

Em 2016 foi realizado um novo processo seletivo com disponibilidade de 918 vagas para uma segunda turma de Engenharia de Computação e Engenharia de Produção. Hoje, com 2,5 mil alunos, além desses seis cursos de graduação, a Univesp oferece opções de especialização para a formação docente no ensino mediado pelas tecnologias.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.