Tamanho do texto

Vagas são destinadas a professores com título de doutor que tenham fluência no inglês; o resultado será divulgado pelo MEC em maio do ano que vem

Bolsas de estudo na Universidade Harvard são para o cargo de professor pesquisador visitante júnior
Divulgação
Bolsas de estudo na Universidade Harvard são para o cargo de professor pesquisador visitante júnior

A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) publicou nesta semana edital para seleção de professores com título de doutor interessados em bolsas de estudo na Universidade Harvard, nos Estados Unidos. Serão escolhidos até dez docentes para um período de três a 12 meses na instituição norte-americana.

Leia também: Unicamp ultrapassa a USP e vira a melhor universidade da América Latina

As vagas são para o cargo de professor pesquisador visitante júnior. Na primeira etapa, os candidatos às bolsas de estudo deverão obter carta de aceite emitida por docente de uma das escolas elegíveis da Universidade Harvard informadas no edital. A segunda fase é a inscrição na página da Capes, no período de 1º de novembro até 15 de dezembro deste ano. Além dos documentos exigidos, será preciso apresentar um projeto de pesquisa com até 15 páginas.

Entre os requisitos exigidos, além de fluência no idioma inglês, é necessário residir no Brasil, possuir título de doutor e ser professor efetivo estável de uma IES (instituição de educação superior) brasileira pública. Também podem se inscrever os professores com vínculo empregatício de docência efetivo em IES brasileira privada há pelo menos três anos. Os candidatos precisam ainda orientar pesquisas de mestrado ou doutorado e ter direito, na IES de destino, a afastamento remunerado integral.

Leia também: Uninove terá de pagar indenização a aluna agredida durante trote

As áreas contempladas, de acordo com o que prevê o edital , são: engenharias e demais áreas tecnológicas; ciências exatas e da terra; biologia, ciências biomédicas e da saúde; computação e tecnologias da informação; tecnologia aeroespacial; fármacos; produção agrícola sustentável; petróleo, gás e carvão mineral; energias renováveis; tecnologia mineral; biotecnologia; nanotecnologia e novos materiais; tecnologias de prevenção e mitigação de desastres naturais; biodiversidade e bioprospecção; ciências do mar; indústria criativa (voltada a produtos e processos para desenvolvimento tecnológico e inovação) e novas tecnologias de engenharia construtiva.

Benefícios

Os docentes selecionados recebem da Capes bolsas no valor de US$ 2,1 mil mensais (o equivalente a cerca de R$ 6,6 mil), auxílio-deslocamento de US$ 1,6 mil (aproximadamente R$ 5 mil), auxílio-instalação de US$ 2,1 mil, auxílio para seguro-saúde de US$ 90 mensais e adicional-localidade de US$ 400.

Leia também: Em Portugal, Inep fortifica parcerias com universidades que aceitam Enem

De acordo com o MEC (Ministério da Educação), os valores serão repassados diretamente ao bolsista. A previsão de divulgação dos resultados do programa de bolsas de estudo é em maio de 2018.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.