Tamanho do texto

Podem solicitar o benefício aqueles candidatos cuja renda familiar seja de até R$ 1.405,50 por pessoa; documentação tem de ser entregue pelo correio

Ao todo, USP oferecerá 8.402 vagas para alunos aprovados pelo processo seletivo da Fuvest em 2018
Cecília Bastos/USP Imagem
Ao todo, USP oferecerá 8.402 vagas para alunos aprovados pelo processo seletivo da Fuvest em 2018

A Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular) informa que está aberto o prazo para que os candidatos ao vestibular 2018 da USP (Universidade de São Paulo) solicitem isenção ou redução na taxa de inscrição. Os participantes do processo seletivo têm de enviar os comprovantes de situação socioeconômica até o dia 8 de agosto. Os documentos têm de ser entregues pelo correio.

Leia também: Em crise, Uerj faz vestibular com menos da metade dos candidatos do ano passado

Os interessados devem fazer o cadastro no site da Fuvest , na área “usuários”, utilizando o número do CPF, e preencher o formulário. Podem solicitar a isenção os alunos cuja renda familiar não ultrapasse R$ 1.405,50 por pessoa. Para um desconto de 50% do valor da taxa, a renda per capita da família deve estar entre R$ 1.406,00 até o máximo de R$ 2.811,00.

O resultado do processo será divulgado online pela fundação no dia 18 de agosto. Para efetivar a isenção ou redução, os candidatos contemplados deverão fazer o processo de inscrição no vestibular de 21 de agosto a 11 de setembro. A prova da primeira fase acontece no dia 26 de novembro e as provas da segunda fase, entre os dias 7 e 9 de janeiro de 2018.

Leia também: Saiba quais são os cinco requisitos de avaliação da redação do Enem

No processo seletivo de 2018, serão oferecidas 8.402 vagas em cursos da USP . As inscrições devem ser realizadas de 21 de agosto a 11 de setembro. A prova da primeira fase está marcada para ocorrer no dia 26 de novembro, enquanto a segunda fase deverá acontecer entre os dias 7 e 9 de janeiro do ano que vem.

Sistema de Cotas

No começo deste mês, o Conselho Universitário da USP aprovou sistema de cotas que propõe a reserva de vagas para alunos de escolas públicas e autodeclarados pretos, pardos e indígenas nos cursos de graduação da instituição a partir do próximo ano.

No ingresso de 2018, serão reservadas 37% das vagas de cada unidade de ensino e pesquisa; em 2019, a porcentagem deverá ser de 40% de vagas reservadas de cada curso de graduação; para 2020, a reserva das vagas em cada curso e turno deverá ser de 45%; e no ingresso de 2021 e nos anos subsequentes, a reserva de vagas deverá atingir os 50% por curso e turno.

Leia também: Em Portugal, Inep fortifica parcerias com universidades que aceitam Enem

Além das 8.402 vagas para alunos aprovados na Fuvest, a USP oferecerá 2.745 oportunidades pelo Sisu (Sistema de Seleção Unificada), totalizando 11.147 vagas.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.