Tamanho do texto

Para ser um avaliador é preciso participar de um curso a distância e ter cursado Linguística ou Letras, com formação em Língua Portuguesa; confira

Para ser um avaliador da redação do Enem não é permitida nenhuma ligação com pessoas que farão a prova
shutterstock/Reprodução
Para ser um avaliador da redação do Enem não é permitida nenhuma ligação com pessoas que farão a prova

A Fundação para o Vestibular da Universidade Estadual Paulista (Vunesp), responsável pela correção das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), está com as inscrições abertas para um curso de capacitação para seleção de avaliadores das provas deste ano.

Leia também: Saiba quais são os 5 requisitos de avaliação da redação do Enem

Os interessados em corrigir as redações do  Enem  podem se cadastrar no site da Vunesp  até o dia 30 de julho. Para participar é necessário ter um computador pessoal e smartphone com sistema iOS, Android ou Windows Phone. Isso porque o usuário receberá a chave de segurança, o token.

Ainda não há um número total de vagas divulgado pela fundação, mas a ideia é recrutar milhares de avaliadores, já que o exame deverá contar com mais de 6 milhões de participantes.

Para ser selecionado, é necessário que a pessoa seja graduada em Linguística ou Letras, com formação em Língua Portuguesa. Não há restrição de localidade, já que a avaliação dos textos será distribuída em 16 polos de todas as regiões do Brasil.

Pessoas que estiverem inscritas no exame não poderão participar do curso. Até mesmo quem tiver cônjuge, pais, filhos, dependentes legais ou qualquer outro parente de primeiro grau que vá realizar a prova, ainda que na condição de treineiros, não poderá ser um avaliador.

Professores, dirigentes ou qualquer um que tenha vínculo com cursos preparatórios para vestibulares e concursos públicos também não estão aptos a participar da correção da prova.

Leia também: Provas do Enem 2017 serão aplicadas por novos institutos, afirma Inep

O curso será ministrado a distância, na modalidade EAD, entre os dias 12 de agosto e 10 de setembro. A divulgação dos selecionados deve acontecer logo após a finalização das aulas, no dia 20 de setembro.

Valores

Cada redação é corrigida por dois avaliadores, chamadas de correção regular. Caso a nota empregada por eles seja muito discrepante, uma terceira pessoa deve avaliar a redação, fazendo a correção especial.

De acordo com a Vunesp, para cada correção regular o avaliador receberá R$ 3 e R$ 3,30 por correção especial. O valor total pago a cada um depende da produtividade do profissional, sendo que, a meta é de 100 folhas corrigidas por dia.

Enem

Nesta edição, o Enem será aplicado nos dias 5 e 12 de novembro, dois domingos. A prova de redação será realizada no primeiro dia, quando também serão feitas os exames de Linguagem, Códigos e suas Tecnologias e Ciências Humanas e suas Tecnologias. No segundo dia os alunos enfrentaram as questões de Matemática e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

Leia também: Ainda dá tempo: alternativas gratuitas para quem está se preparando para o Enem

    Leia tudo sobre: Enem