Tamanho do texto

Entenda como é feita a avaliação da redação, conforme o Manual de Redação do Enem e saiba como aumentar sua nota a partir desses critérios; confira

Mais de 6 milhões de inscrições foram confirmadas pelo Inep para a edição do Enem 2017
Shutterstock
Mais de 6 milhões de inscrições foram confirmadas pelo Inep para a edição do Enem 2017

Conhecido como a principal porta de entrada para o ensino superior do país, o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deverá acontecer em quatro meses e os candidatos que se inscreveram nesta edição já devem estar se preparando para atingir um bom desempenho e garantir a vaga na universidade.

Leia também: Veja dicas de como se preparar para a prova do Enem de matemática

E entre as categorias que contam mais pontos no Enem , a redação é uma das principais. A nota dessa modalidade é capaz de ajudar – e muito – na hora do cálculo total da pontuação. Por isso, uma das principais dicas para quem vai prestar a prova é destinar boa parte dos estudos redigindo textos e fazendo a leitura de outras redações.

Mas, além de aprender as técnicas básicas de produção textual, um dos segredos para ir bem nessa parte do exame é conhecer quais são os critérios usados pelos avaliadores da prova, afinal, há mais chance de se alcançar a nota máxima quando se sabe o que deve ser feito.

Para isso, o Manual de Redação do Enem  considera cinco requisitos que precisam constar no texto, entenda:


Ao solicitar a escrita formal, os avaliadores não esperam que o candidato use palavras difíceis, ou que não conhece. O que importa é que as gírias e outras expressões mais casuais sejam descartadas, e que o texto seja feito sem erros de português.

Escrever dentro dos limites estruturais do texto é fazer o que se pede. Usar argumentos sobre o tema durante os primeiros parágrafos e elaborar uma “solução” na conclusão da redação, que deve vir ao final, são dicas valiosas. A estruturação do texto também conta e, se for feita corretamente, pode garantir pontos.

Leia também: Ainda dá tempo: alternativas gratuitas para quem está se preparando para o Enem

Mas lembre-se, essa “solução” não precisa ser a resposta que o mundo precisa para acabar com a guerra ou a fome. Basta elaborar um caminho para que o problema possa ser trabalhado, e indicar quem e quais instituições poderiam fazer isso já será considerado.

Cada um dos critérios vale de 0 a 200 pontos. Mas eles variam em seis níveis diferentes, o que significa que são seis notas dentro desse total, e o candidato pode tirar 200, 160, 120, 80, 40 ou 0 pontos.

Enem 2017

O exame deste ano será realizado em dois domingos seguidos, diferente dos outros anos. As datas escolhidas pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) foram os dias 5 e 12 de novembro.

A ordem de aplicação dos conteúdos também foi alterada. Desta vez, no primeiro domingo, dia 5, serão aplicados os exames de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, e os candidatos terão 5 horas e 30 minutos para a realização.

Já no segundo dia, 12, os participantes terão que lidar com as questões das provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 4 horas e 30 minutos de duração. Um dos fatores que motivaram o instituto a modificar o exame para os domingos foi a facilitação para os candidatos sabatistas, que tradicionalmente precisavam esperar até às 19h do sábado para iniciar a prova.

Leia também: Provas do Enem 2017 serão aplicadas por novos institutos, afirma Inep

    Leia tudo sobre: Enem