Tamanho do texto

Agora, os exames serão organizados por um consórcio entre a Venesp, Cesgranrio e Fundação Getúlio Vargas; confira o que muda na edição de 2017

Nesta edição, Inep confirma a inscrição de mais de 6,7 milhões de pessoas no Enem
shutterstock/Reprodução
Nesta edição, Inep confirma a inscrição de mais de 6,7 milhões de pessoas no Enem

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não serão mais organizadas pelas mesmas instituições dos anos anteriores. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) anunciou a troca dos órgãos responsáveis pela aplicação e correção dos exames.

Leia também: Ainda dá tempo: alternativas gratuitas para quem está se preparando para o Enem

Anteriormente, o Enem era realizado pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação, Seleção e Promoção de Eventos (Cebraspe), da Universidade Federal de Brasília (UnB), mas, agora, essas funções passarão a ser ocupadas pelo consórcio entre a Vunesp, Cesgranrio e Fundação Getúlio Vargas.

Desde 2014 a Cebraspe e a Cesgranrio dividiam a organização da prova , que envolve as tarefas de elaboração, logística de distribuição, segurança, preparação das equipes, aplicação e correção dos exames.

Com a nova divisão, a Vunesp ficará responsável pela correção das redações, enquanto a FGV e a Cesgranrio cuidarão das provas de Linguagens, Ciências Humanas, Matemática e Ciências da Natureza.

Leia também: Exame para conseguir diploma do ensino médio será realizado em outubro

Inscritos confirmados

Após o fim do prazo dado pelo Ministério da Educação (MEC) para os candidatos que tiveram o benefício de isenção da taxa de inscrição negado entrarem com recurso, o Inep confirmou as mais de 6,7 milhões de inscrições. Sendo que 590.097 foram constatadas somente por conta dessa medida de extensão do prazo.

No balanço oficial feito pelo instituto foi constatado que 694 participantes solicitaram o uso do nome social. No entanto, apenas 303 desses pedidos foram deferidos.

A prova deste ano será realizada em dois domingos seguidos, e irão ocorrer nos dias 5 e 12 de novembro. A ordem dos conteúdos também foi alterada. Desta vez, no primeiro domingo, dia 5, serão aplicados os exames de Linguagens, Ciências Humanas e Redação, e os candidatos terão 5 horas e 30 minutos para a realização.

Já no segundo dia, 12, os participantes terão que lidar com as questões das provas de Matemática e Ciências da Natureza, com 4 horas e 30 minutos de duração. Um dos fatores que motivaram o instituto a modificar o exame para os domingos foi a facilitação para os candidatos sabatistas, que tradicionalmente precisavam esperar até às 19h do sábado para iniciar a prova.

Além disso, o Enem não irá mais certificar o candidato para a conclusão do ensino médio. Para conseguir essa documentação será preciso realizar o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja), que já cuidava da demanda anteriormente.  

Leia também: Veja dicas de como se preparar para a prova do Enem de matemática

    Leia tudo sobre: Enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.