Tamanho do texto

Aulas têm duração de três semestres e são ministradas pelo Centro Paula Souza em unidades da Secretaria da Educação ou nas Etecs do Estado

Em parceria com o governo federal, programa MedioTec oferece cursos técnicos a estudantes de baixa renda
Divulgação
Em parceria com o governo federal, programa MedioTec oferece cursos técnicos a estudantes de baixa renda

A Secretaria da Educação de São Paulo e o Centro Paula Souza abrem nesta quarta-feira (31) as inscrições para o programa de dupla formação MedioTec. A partir de agosto, alunos matriculados na segunda série do Ensino Médio poderão, ao mesmo tempo, fazer o ensino regular e aprender uma profissão de nível técnico. São mil vagas em 16 cursos técnicos, disponíveis em 12 municípios incluindo a capital. Os interessados devem se cadastrar até dia 14 de junho pelo site do Centro Paula Souza.

Leia também: Inep abre nesta quarta a coleta de dados para o Censo Escolar 2017

Financiado pelo MEC (Ministério da Educação), o MedioTec tem como foco jovens de baixa renda. No Estado de São Paulo, são oferecidos cursos técnicos nas seguintes áreas: Administração, Agenciamento de Viagens, Contabilidade, Edificações, Eventos, Hospedagem, Informática, Informática para Internet, Logística, Marketing, Mineração, Multimídia, Portos, Redes de Computadores, Secretariado e Segurança do Trabalho.

Com duração de três semestres, as aulas são ministradas pelo Centro Paula Souza em unidades da Secretaria da Educação ou em Escolas Técnicas Estaduais (Etecs), de acordo com a região.

Seleção e bolsa auxílio

A Secretaria da Educação e o Centro Paula Souza estabeleceram três critérios de seleção e classificação: candidatos beneficiários de programas sociais, rendimento em Língua Portuguesa e Matemática na 1ª série do Ensino Médio em 2016; e frequência. Alunos que cursaram o Ensino Fundamental – Anos Finais (6º ao 9º ano ou 5ª a 8ª série) integralmente em rede pública também terão preferência no preenchimento das vagas.

Leia também: Prazo para renovar contratos do Fies é prorrogado para o dia 16 de junho

A primeira lista de convocados será divulgada nos dias 10, 11 e 12 de julho. Os alunos aprovados receberão bolsa auxílio. As aulas têm início, em todos os municípios, no dia 25 de julho.

Contratação de professores

Nesta semana, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) assinou autorização para a contratação de mais 765 professores temporários para a rede paulista de ensino.

Leia também: Enem: alunos que tiveram isenção negada podem recorrer até 25 de junho

Serão investidos R$ 41 milhões. Para atendimento aos alunos dos Anos Iniciais (1º ao 5º ano), serão chamados 500 profissionais de Educação Básica I, por tempo determinado, além de 265 professores de Educação Básica II, que lecionarão nos Anos Finais do Ensino Fundamental e nas três séries do Ensino Médio. Nesta chamada, não serão convocados docentes para cursos técnicos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.