Tamanho do texto

Esta é a décima edição do vestibular para pessoas em situação de refúgio, que utiliza a nota do Enem a partir de 2013 como critério de seleção

Pessoas em situação de refúgio poderão participar do vestibular da UFSCar para cursos de graduação presencial. Para se candidatar, é necessário ter realizado alguma das edições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) a partir do ano de 2013.

Leia também: Enem 2017 terá provas em dois domingos; confira todas as mudanças

UFSCar já adota esse tipo de vestibular há 10 edições, e há pouco tempo incorporou o Enem como ferramenta de seleção
shutterstock/Reprodução
UFSCar já adota esse tipo de vestibular há 10 edições, e há pouco tempo incorporou o Enem como ferramenta de seleção

Quem não tiver feito a prova também tem chance de participar se concluir a inscrição do exame deste ano, que vai do dia 8 a 19 de maio. Além da nota do Enem , é preciso a confirmação do status de refugiado reconhecido pelo Comitê Nacional de Refugiados (CONARE), órgão colegiado vinculado ao Ministério da Justiça.

São 65 cursos ofertados, entre as diferentes áreas de conhecimento, como ciências exatas, humanas e biológicas, que estão disponíveis nos campi São Carlos, Araras, Sorocaba e Lagoa do Sino – situados no interior do estado de São Paulo.

Como realizar a inscrição

Para se cadastrar o candidato pode conferir a documentação completa no edital . Todos os documentos deverão ser enviados, até o dia 12 de setembro, via Correios para a Pró-Reitoria de Graduação da UFSCar. Os pedidos que forem postados após a data limite ou estiverem com algum documento faltando serão desconsiderados.

Leia também: Para evitar fraudes, Enem terá prova personalizada para cada candidato

Entre as informações que deverão constar na ficha de inscrição, o número de cadastro no Enem e o curso desejado para pleitear a vaga são obrigatórios. A documentação que comprova a conclusão de estudos que sejam equivalentes ao Ensino Médio também deve constar, junto ao parecer dessa semelhança, que deve ser emitido pela Secretaria de Estado de Educação, em casos de estudos no exterior.

Para eventuais dúvidas é possível entrar em contato com a Coordenadoria de Ingresso na Graduação da universidade pelo telefone (16) 3351-8152, ou pelo canal on-line oferecido no site da instituição .

De acordo com a informação do CONARE divulgada no site das Nações Unidas no Brasil, aqui, cerca de 9 mil pessoas estavam reconhecidas como refugiadas em abril do ano passado, vindo de cerca de 70 países diferentes.

Esta é a décima vez que a UFSCar elabora uma seleção específica para pessoas em condição de refúgio. A implantação segue as premissas previstas no Estatuto dos Refugiados, Lei 9474/97. Há três anos o Conselho de Graduação da instituição passou a utilizar as notas do Enem, para poder aumentar as chances de que mais pessoas nessas condições participem.  

Leia também: Nota de treineira do Enem que morreu de câncer é inspiração para outras pessoas

    Leia tudo sobre: Enem
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.