undefined
Tânia Rêgo/Agência Brasil - 10.4.17
Informações colhidas no censo serão utilizadas para o MEC definir diretrizes para o ensino superior no Brasil

O MEC (Ministério da Educação) informou que as instituições de ensino superior públicas e privadas e os institutos e centros tecnológicos federais têm até esta quinta-feira (20) para enviar os dados referentes ao Censo da Educação Superior. As informações devem ser enviadas ao Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) por meio de questionários eletrônicos.

Leia também: Saiba como se preparar para o Enem mesmo em feriados prolongados

Entre os dias 24 de abril e 5 de maio, o Inep vai verificar a consistência dos dados declarados ao censo . O prazo para as universidades federais foi encerrado em 7 de abril, e a verificação das informações dessas instituições será concluída ainda esta semana.

Na etapa seguinte, o sistema é reaberto para que os representantes das instituições confiram e validem o conteúdo declarado. Na sequência, o instituto realiza uma série de análises na base de dados para conferir as informações.

De acordo com o MEC , o levantamento é o instrumento de pesquisa mais completo do Brasil sobre as instituições de educação superior. A iniciativa tem como objetivo oferecer à comunidade acadêmica, aos gestores da educação e à sociedade em geral informações detalhadas sobre a situação e as grandes tendências do setor.

Leia também: Inep libera informações detalhadas sobre o Enade 2015

O material reúne dados sobre as instituições de educação superior , cursos de graduação presencial ou a distância, cursos sequenciais, vagas oferecidas, inscrições, matrículas, ingressantes, concluintes e informações sobre docentes nas diferentes formas de organização acadêmica e categorias administrativas.

Direcionamento

Os resultados do levantamento são utilizados como diretrizes para o estabelecimento de políticas educacionais. O MEC informa que o levantamento é pré-requisito para a expedição de atos regulatórios e participação das instituições de ensino em iniciativas da pasta, como o ProUni (Programa Universidade para Todos, o Fies (Fundo de Financiamento Estudantil) e bolsas da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

Leia também: Instituto Federal de Brasília abre 1,4 mil vagas para cursos técnicos

Como forma de aprimorar a qualidade das análises realizadas, o censo traz as informações de alunos e profissionais individualmente. Ou seja, permite que as políticas do setor e seus participantes sejam acompanhados de maneira minuciosa. O material ainda subsidia o planejamento e a avaliação de políticas públicas, além de contribuir no cálculo de indicadores de qualidade como o Cálculo Preliminar de Curso (CPC) e Índice Geral de Cursos (IGC).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários