Fies oferece financiamento de cursos em instituições privadas de ensino superior a uma taxa de juros de 6,5% ao ano
Reprodução
Fies oferece financiamento de cursos em instituições privadas de ensino superior a uma taxa de juros de 6,5% ao ano

A taxa de realização de aditamentos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) em 2016 atingiu mais que o dobro da meta estipulada pelo governo para o ano. Portaria do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia do Ministério da Educação (MEC), gestora do programa, aponta que o "resultado acumulado de 2016 foi de 187,49%, enquanto que a meta de utilização do benefício era de 80,05% para o período".

Leia também: MEC altera regras do Fies e pode definir desconto na mensalidade por semestre

Nos anos anteriores, o FNDE divulgou o indicador para o fundo com outro nome: taxa de utilização do Fies e também registrou índices maiores do que as metas estimadas. Em 2015, o "resultado acumulado de 2015"  foi de 45,95%, superior à meta para o período, que era de 20%. Em 2014, o indicador também havia registrado alta em relação à meta anual. O acumulado naquele ano foi de 39,27%, e o limite era de 15%.

A portaria, publicada no Diário Oficial da União (DOU), desta segunda-feira (6), divulga o Painel de Gestão do FNDE do exercício de 2016. O documento mostra o desempenho e os indicadores de várias ações do FNDE, com dados, por exemplo, sobre atendimento de transporte escolar, número de escolas conectadas em banda larga e formação de gestores educacionais.

O Painel de Gestão do FNDE de 2016 ainda trata de indicadores relacionados a recursos técnicos e financeiros, controle social, prestação de contas e valorização de servidores.

Você viu?

Lista de espera do Fies

O prazo de pré-seleção da lista de espera do Fundo de Financiamento Estudantil, que se encerraria na sexta-feira (3), foi prorrogado para o dia 17 de março . O objetivo, segundo o Ministério da Educação é ampliar as oportunidades de financiamento para os alunos. As alterações foram publicadas no Diário Oficial da União da última sexta-feira.

Os estudantes devem seguir consultando o site do programa para verificar se aparecem entre os pré-selecionados. Quem estiver na lista deve acessar SisFies e efetivar a inscrição no prazo de cinco dias úteis, a contar da divulgação do resultado no sistema.

Após concluir o procedimento no sistema, o candidato deverá validar as informações prestadas na inscrição na Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de educação superior em até 10 dias.

Leia também: Controle de gastos, investimentos, estágio: veja dicas para pagar o programa

Após essa etapa, o estudante e seus fiadores (se for o caso) tem dez dias para formalizar a contratação do financiamento. No ato da inscrição, deve-se escolher a instituição bancária, assim como a agência de sua preferência, sendo o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal os atuais agentes financeiros do Fies.

    Leia tudo sobre: Fies

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários