Renata Benta
Reprodução
Renata Benta

"Sou casada e tenho três filhos menores. Meu marido é muito agressivo na frente das crianças, que ficam amedrontadas. Penso em me separar, mas fico com medo de deixar as crianças sozinhas com ele, no caso de guarda compartilhada" (Rebeca, Araruama).

Os pais são o alicerce emocional para os filhos. “Ter que experimentar uma convivência com os pais em um ambiente hostil onde o afeto não é o principal eixo, é muito difícil para os filhos”, pontua a psicóloga e perita em Vara de Família Renata Bento.

A decisão pela separação é muito dolorosa para as crianças, principalmente quando existem disputas pela guarda. A especialista lembra que atualmente existe a guarda compartilhada. Diante de uma disputa, é possível requerer uma perícia psicológica que comprove a inadequação de um dos genitores para exercer a guarda compartilhada.

A relação conjugal do casal pode até terminar, mas a relação parental continua. Numa separação, as crianças devem ser preservadas de conflitos, salienta o advogado Átila Nunes, do serviço www.reclamaradianta.com.br. O atendimento é gratuito pelo e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp (21) 99328-9328.

Casos resolvidos pela equipe do Reclamar Adianta (WhatsApp - 99328-9328, somente para mensagens): Estefany Barbosa (Oi), Augusto Braga (TIM), Pamela Portinho (Claro)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários