Tragédia em Petrópolis: campanhas de donativos crescem pelo estado
Aline Macedo
Tragédia em Petrópolis: campanhas de donativos crescem pelo estado

Em São Gonçalo, o município está promovendo o SOS Petrópolis para ajudar as famílias da Serra. O prefeito Nelson Ruas anunciou, nesta quarta-feira (16), em sua rede social, a arrecadação de donativos até dia 18. Os pontos de coleta se concentram na sede da Prefeitura e na Secretaria de Assistência Social, na Venda da Cruz, das 9h às 16h.

Toda a nossa solidariedade, preocupação e carinho com as vítimas das fortes chuvas em Petrópolis. É hora de ajudar essas famílias (...) vamos nos mobilizar e ajudar!”, escreveu.

Aqui no Rio, a Câmara, em parceria com a Casa legislativa de Petrópolis, está arrecadando alimentos não perecíveis, água, itens de limpeza, higiene pessoal, máscaras e álcool em gel. A partir desta quarta-feira (16), as pessoas poderão procurar o Palácio Pedro Ernesto, de 9h às 18h, na Cinelândia, para entregar as doações.

"Estamos diante de uma tragédia grave. O momento é muito delicado, de solidariedade e união", afirma o presidente da Câmara do Rio, vereador Carlo Caiado. "O momento é extremamente difícil e é essencial unirmos forças em prol da população. Toda ajuda é importante", frisa o Presidente da Câmara Municipal de Petrópolis, Hingo Hammes.

Além disso, a Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ) também está se mobilizando para enviar alimentos e itens de higiene aos atingidos. A população pode colaborar com doações discando para (21) 2584-6339.

Leia Também

Em comunicado, “a ASSERJ lamenta o ocorrido e reafirma sua solidariedade às famílias dos atingidos pelo temporal na região”.

Junto com supermercados, a Câmara de Teresópolis realiza uma campanha de coleta de alimentos para ajudar as vítimas do desastre. Há mais de 10 anos, em 2011, a cidade foi o palco da maior tragédia que já houve no país, deixando mais de 900 mortos.

A UFRJ também entra na corrente solidária e recebe, até segunda-feira (21), doações para vítimas das chuvas. É possível ajudar com alimentos, água, roupas, cobertores, colchonetes e itens de higiene na Prefeitura Universitária, na Cidade Universitária (Fundão - Ilha do Governador), de 9h às 16h.

Da mesma forma, os campi da Uerj estão de portas abertas para receber itens de necessidade básica. "Ficamos todos aflitos com a tragédia que se abateu em Petrópolis. Já coloquei a Uerj à disposição do prefeito; a quem assegure nossa solidariedade aos cidadãos petropolitanos", disse o reitor Ricardo Lodi.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários