Republicanos volta atrás e cogita candidatura de Crivella ao Senado
Fernando Frazão/Agência Brasil
Republicanos volta atrás e cogita candidatura de Crivella ao Senado

A recente vitória do  ex-prefeito Marcelo Crivella no Tribunal Superior Eleitoral, derrubando sua inelegibilidade, mudou os ventos no Republicanos. Os sopros vinham empurrando o bispo licenciado para o posto de puxador de votos para tentar aumentar o tamanho da legenda na Câmara dos Deputados — e garantir maior participação no fundo partidário. Porém, a biruta virou na direção desejada pelo próprio político, mais perto de voltar a concorrer ao Senado Federal.

Até o momento, a pré-candidatura do presidente da Assembleia Legislativa, André Ceciliano (PT), plana em céu de brigadeiro. A avaliação é que um candidato evangélico — integrando a esquadrilha do presidente Jair Bolsonaro — mudaria o horizonte. Como combustível para os planos, está o passado de Crivella, que derrotou tanto Leonel Brizola como Jorge Picciani.

Outra tempestade no caminho do ex-prefeito rumo às urnas também pode se mostrar uma leve garoa. A juíza Neusa Regina Larsen de Alvarenga Leite concedeu liminar para que os pareceres do Tribunal de Contas do Município — rejeitando, de forma inédita, os números de 2019 e de 2020 — sejam excluídos dos processos enviados à Câmara de Vereadores.

O relator, em ambos os casos, era o procurador Carlos Henrique Amorim Costa, já aposentado e trabalhando como comissionado quando assinou os documentos. "Ao emitir parecer cuja competência é de um dos oito procuradores que exerçam cargo efetivo, violou o art. 24 da Lei Complementar Municipal nº 289/81", diz a decisão. O TCM diz que os processos foram enviados antes da ação judicial, e a Procuradoria do Município informa que vai recorrer.

Retorno às urnas em Itatiaia

Itatiaia está mais perto de ter as eleições suplementares — finalmente! — convocadas. Por 7 a 0, o TSE votou pela rejeição dos embargos do ex-prefeito Eduardo Guedes da Silva, que tinha conseguido uma liminar justamente pela falta de decisão no caso.

Encontro na Zona Norte

O lançamento da revista Rio Já vai reunir figurões no dia 13, no Bar do Adônis. Confirmaram presença Cláudio Castro (PL), Eduardo Paes (PSD) e André Ceciliano (PT). O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), prometeu fazer o possível para ir.

Leia Também

Leia Também

Mais de cinco anos na espera

Um grupo de mutuários, reunidos na Associação de Credores do Empreendimento do Grupo João Fortes, organiza um protesto em frente ao Fórum no próximo dia 4. Quando os apartamentos foram comprados na planta, a entrega era prevista para abril de 2016 — mas o pessoal pagou e não recebeu. A construtora, em recuperação judicial, ofereceu recompensar a dívida... com ações da própria empresa.


Picadinho

"Legado Germânico em Petrópolis" vai estrear nas plataformas de streaming em 2022, ano em que o país comemora 200 anos de colonização alemã.

André Ceciliano vai receber o título de Cidadão Gonçalense, aprovado por unanimidade na Câmara.

Luciano Bandeira lança, no dia 14, sua chapa à reeleição na OAB. Ricardo Menezes segue na presidência da Caarj.

O Sindicato Carioca dos Fiscais de Rendas (Sincaf) estuda medidas contra a Prefeitura do Rio por causa da extinção, por decreto, de seis unidades administrativas da Fazenda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários