Cláudio Castro, governador do Rio de Janeiro, retomará o Plano Nacional de Saneamento Básico (PLANSAB)
Divulgação/Governo do Estado do Rio de Janeiro
Cláudio Castro, governador do Rio de Janeiro, retomará o Plano Nacional de Saneamento Básico (PLANSAB)

Antes de ser preso, em 2018, suspeito de ter participado do esquema de corrupção de Sérgio Cabral , o então governador Luiz Fernando Pezão acalentava o sonho de receber recursos federais e investir pesado no abastecimento de água na Baixada Fluminense. Mais um bom propósito que não foi para frente. Eis que o atual governador Cláudio Castro retoma uma das promessas do Plano Nacional de Saneamento Básico (PLANSAB) com quatro componentes: de proporcionar o abastecimento de água potável, esgotamento sanitário, coleta de lixo e manejo de resíduos sólidos e drenagem e manejo das águas pluviais urbanas, e preparar o Rio para o futuro.

MAIS EMPREGOS DIRETOS

O Plansab foi aprovado pelo Decreto n° 8.141 de 20 de novembro de 2013 e sua elaboração foi prevista na lei de diretrizes nacionais para o saneamento básico – Lei nº 11.445, regulamentada pelo Decreto nº 7.217 - Devendo ser avaliado anualmente e revisado a cada quatro anos. O primeiro passo de Castro é liberar investimentos de até R$ 7 bilhões em obras de infraestrutura no estado a partir do segundo semestre deste ano.

Como estão previstas reformas de rodovias e iluminação moderna como a do Arco Metropolitano, em parceria com Governo Federal, o governador prevê milhares de empregos que irão devolver otimismo ao povo do Rio de Janeiro. Claúdio Castro garantiu que o dinheiro da concessão da Cedae será usado integralmente em investimentos, com geração de carteiras assinadas. Como O Dia já tinha adiantado com exclusividade, espera-se até dezembro a entrada de R$ 4,5 bilhões.

Patrimônio imaterial do Rio

Conhecida mundialmente, a Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) finalmente deve ganhar um maior reconhecimento dentro do estado. Por projeto de lei da deputada Célia Jordão (Patriota), o evento pode ser declarado patrimônio histórico, cultural e imaterial do Rio de Janeiro. A proposta será votada pela Alerj.

Brigadas de incêndio

Alerj discute hoje (27) projeto de lei do deputado Subtenente Bernardo (PROS) em que estabelecimentos públicos e privados de guarda de veículos automotores e motocicletas apreendidos por descumprimento da legislação de trânsito vigente ficam obrigados a manter Brigada de Incêndio, e também apresentar Laudo de Vistoria Predial, Certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros e Certidão de Habite-se.


Extrema pobreza

Presidente da Comissão Especial de Enfrentamento à Miséria da Alerj, a deputada Renata Souza (PSOL) visitou Nova Friburgo e constatou que das mais de 10 mil pessoas do município que constam no CadÚnico em situação de extrema pobreza, 3.500 não recebem qualquer benefício.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários