Para políticos, Aeroporto do Galeão deveria receber mais voos
Divulgação/Infraero
Para políticos, Aeroporto do Galeão deveria receber mais voos

Cresce o número de políticos empenhados em prestigiar o Aeroporto Internacional Tom Jobim como porta de entrada para o Rio de Janeiro . Estes políticos entendem que o Rio ganharia muito se mantivesse o equilíbrio de voos do Galeão com os que decolam do Santos Dumont. O presidente da Alerj, André Ceciliano, o decano Luiz Paulo Correa da Rocha e os secretários Tutuca e Delmo Pinto são alguns dos que compreendem o valor estratégico do aeroporto cravado bem próximo ao coração da Ilha do Governador. O ex-presidente da Cedae, Wagner Victer, morador da região, é outro que apoia as ações que pretendem devolver o protagonismo do lugar.

LUTA PELO GALEÃO
Esta semana voltou a ocorrer um problema que acaba fortalecendo a tese de que o Rio não pode ficar dependendo só do Santos Dumont. Um avião que decolou do Rio de Janeiro com destino a Brasília foi obrigado a fazer um pouso de emergência no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão). A companhia aérea informou que houve "problemas técnicos". O argumento dos parlamentares é que o Galeão por ter pista muito maior aumenta a segurança intrínseca dos voos que partem e saem do Rio e reduz o risco associado ao elevado número de voos que estão partindo e saindo do Santos Dumont que têm que ser limitados na licença ambiental pelo INEA ou por ação da ANAC. Outro fator que precisa ser discutido agora é a obediência ao decreto de emergência sanitária. O Riogaleão ativou o plano de enfrentamento à covid-19, que incluiu ações de treinamento e prevenção com a comunidade aeroportuária, empresas de serviços auxiliares ao transporte aéreo demais prestadores de serviços. Com a retomada da movimentação no terminal, a concessionária colocou em prática uma série de medidas para garantir a segurança de passageiros e da comunidade aeroportuária. O que diz a companhia é que ela está fazendo sua parte e conta com a mobilização para a fase pós-pandemia onde a volta à normalidade terá que ser feita com cuidado.

Soluções para rede hoteleira
Sindicato dos Meios de Hospedagem do Município do Rio de Janeiro (HotéisRIO) conduzirá, a partir deste mês, pauta regular de aproximação entre hotelaria e subprefeituras com objetivo de identificar, comunicar e buscar soluções para diferentes demandas que empreendimentos hoteleiros enfrentam de acordo com sua área de operação. Primeiras reuniões serão com subprefeitos da Barra da Tijuca, Raphael Lima, dia 14, e da Zona Sul, Ana Ribeiro, dia 21.

Câmeras nos uniformes policiais
Alerj aprovou projeto de lei do deputado Carlos Minc que determina instalação de câmeras nos uniformes das polícias Civil, Militar, inclusive da Segurança Presente. Segundo o parlamentar, objetivo é proteger o cidadão e defender o bom policial de falsas acusações de bandidos.

O peso do Brasil
O campista Marcelo Viana Estevão de Moraes acaba de lançar o livro "A Construção da América do Sul - o Brasil e a Unasul" (Editora Appris, 2021), que trata da Unasul, organização internacional composta pelos doze países da região e criada para estabelecer integração ampla em favor do desenvolvimento regional. O Brasil desempenhou um papel de liderança na sua criação devido ao seu peso geopolítico.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários