Tamanho do texto

O amistoso deste sábado (21) entre Chapecoense e Palmeiras é o capítulo mais recente em uma história que mistura esporte e solidariedade

Neste sábado (21), o time da Chapecoense entra em campo pela primeira vez após a tragédia que abalou o mundo do futebol e comoveu o Brasil, no final de 2016. O jogo tem como objetivo arrecadar dinheiro para o clube e as famílias dos mortos no acidente aéreo na Colômbia, que deixou 71 vítimas. Além disso, o clube receberá a taça de campeão da Copa Sulamericana de 2016.

LEIA MAIS: Alemães misturam yoga com cerveja e criam nova febre

O evento é mais um exemplo do poder mobilizador do esporte, especialmente do futebol. Com certeza, os torcedores assistirão a mais um espetáculo no qual camisas, bandeiras e distintivos de todos os times do mundo estarão unidos pelo bem maior.

Esta coluna revirou o baú do esporte bretão e relembra sete histórias que mostram como o futebol pode ser do bem.

1938-1943

Ingleses e alemães em jogo amistoso de 1938. A saudação nazista era obrigatória aos germânicos
Reprodução
Ingleses e alemães em jogo amistoso de 1938. A saudação nazista era obrigatória aos germânicos

Pouco antes e durante a Segunda Guerra Mundial, vários jogos entre nações rivais aconteceram pelo velho continente. Em um deles, realizado em Londres, 55 mil espectadores arrecadaram oito mil libras para a Marinha.

LEIA MAIS: Quebrou? Rasgou? Detonou? Inspire-se a transformar o estrago em arte

1949

O terrível acidente aéreo que vitimou toda a delegação do Torino
Reprodução
O terrível acidente aéreo que vitimou toda a delegação do Torino

Assim como aconteceu com a Chape, toda a delegação do Torino, da Itália, foi vítima de um desastre aéreo. Com apenas quatro rodadas para o término do campeonato italiano, o time juvenil foi a campo e garantiu o título ao clube de Turim.

1969

O Rei do Futebol Pelé em jogo amistoso do Santos no Congo, em 1969
Reprodução
O Rei do Futebol Pelé em jogo amistoso do Santos no Congo, em 1969

Durante uma excursão do Santos pela África, o rei Pelé literalmente interrompeu a guerra que assolava o Congo depois da sua independência.

2004

A Seleção Brasileira desfila em Porto Príncipe antes do Jogo da Paz
Reprodução
A Seleção Brasileira desfila em Porto Príncipe antes do Jogo da Paz

Comandada por Ronaldo Nazário, a seleção brasileira parou as ruas do Haiti para o amistoso conhecido como Jogo da Paz. O país caribenho enfrentava uma sangrenta guerra civil.

2008

A Seleção Brasileira desfila em Porto Príncipe antes do Jogo da Paz
Reprodução
A Seleção Brasileira desfila em Porto Príncipe antes do Jogo da Paz

Os torcedores do Curva Nord, time da série B italiana, arrecadaram seis mil euros para a compra de painéis de energia solar para a comunidade Sahawari, que ocupa territórios no norte da África.

LEIA MAIS: Agora é oficial: museu Star Wars será construído em Los Angeles

2015

O estádio de Wembley, em Londres, ganhou as cores da França para o amistoso
Reprodução
O estádio de Wembley, em Londres, ganhou as cores da França para o amistoso

Três dias depois da série de atentados que matou 129 pessoas em Paris, as seleções da França e da Inglaterra entraram no lendário estádio de Wembley, em Londres, para um amistoso histórico. O ponto alto foi o hino francês, cantado em uníssimo por todos os presentes.

2016

A torcida do Curva Nord, da Itália, mobilizou-se para ajudar a África
Reprodução
A torcida do Curva Nord, da Itália, mobilizou-se para ajudar a África

Durante as partidas da Bundesliga, o campeonato alemão, torcedores de vários times levantaram faixas e cartazes de apoio aos refugiados que chegavam à Europa.

    Leia tudo sobre: Futebol