Tamanho do texto

Empresa dos EUA desenvolve utensílios robóticos que ajudam o dia a dia de pessoas que sofrem com tremores nas mãos ou movimento limitado no braço

Em junho de 2010, quando o Google já estava há tempos na tropa de elite das maiores empresas do mundo, um dos seus fundadores deu uma entrevista reveladora à revista norte-americana “Wired”. Nela, Sergey Brin não falou de robôs com inteligência artificial, carros autônomos ou óculos de realidade virtual. Na verdade, ele revelou que seu maior objetivo era achar a cura para o mal de Parkinson.       

Restaurante contrata vovós e oferece o melhor da cozinha caseira mundial                                      

Liftware Steady é baseado em uma tecnologia capaz de estabilizar o movimento de quem o segura o talher
Reprodução
Liftware Steady é baseado em uma tecnologia capaz de estabilizar o movimento de quem o segura o talher

Brin sabia há tempos que sua família tinha predisposição genética para a doença. Sua própria mãe, inclusive, já apresentara sinais do mal de Parkinson. E o empresário tem ciência de que pode enfrentar o mesmo, mais cedo ou mais tarde. 

Exatamente por isso, pouca gente ficou surpresa quando surgiu a notícia, em 2014, de que uma pequena empresa chamada Lift Labs havia sido adquirida pelo Google. Seu principal projeto era uma colher robótica, capaz de estabilizar a parte do talher que carrega a comida utilizando uma tecnologia revolucionária.

Quem já conviveu com pessoas com limitações no movimento dos braços ou tremores nas mãos – como os observados nos portadores do mal de Parkinson – sabe que o ato de pegar a comida no prato e levá-la à boca pode ser uma missão dificílima, que prejudica muito a qualidade de vida dos doentes. 

No ano passado, a empresa foi rebatizada de Liftware, agora parte do grupo Alphabet (a holding do Google), e atualizou sua linha de produtos. Basicamente, eles se dividem em dois segmentos. 

Veja o vídeo do Liftware Steady em ação:


Quebrou? Rasgou? Detonou? Inspire-se a transformar o estrago em arte

O Liftware Steady é baseado em uma tecnologia capaz de entender a frequência do tremor e estabilizar o movimento de quem o segura. Segundo o fabricante, ela pode fazer com que o utensílio trema até 70% menos que um talher comum. Além disso, há três configurações: garfo, colher de sopa e sobremesa.

Já o Liftware Level foi desenvolvido para quem tem limitações no movimento dos membros superiores, como paraplégicos, portadores de paralisia cerebral ou vítimas de AVCs. O talher foi projetado para manter a comida nivelada, não importa se o movimento das mãos for brusco ou o ângulo da pegada for alterado.

Alemã de 71 anos combate o neonazismo com uma lata de tinta spray

Os dois talheres já estão à venda nos EUA. Por lá, ambos custam a partir de US$ 195. Mais informações podem ser conferidas no site oficial da Liftware (https://www.liftware.com/) ou na página da empresa no Facebook (https://www.facebook.com/myliftware/).