Bispo Abner Ferreira
Divulgação
Bispo Abner Ferreira

Pode ser bem difícil escolher qual sabor de sorvete levar quando se é criança. A Psicologia explica que, se os pais não derem às crianças oportunidades de fazer suas escolhas, ao longo do tempo elas se tornam cada vez mais inseguras e medrosas. Na adolescência, a dificuldade pode causar danos ainda maiores se não souberem tomar decisões, porque nesta fase eles são altamente influenciados e talvez se deixem levar por um determinado grupo.

Muitas causas podem estar relacionadas à incerteza. Exigência exacerbada, intolerância e críticas constantes são alguns dos estímulos que suscitam o sentimento de insegurança e levam uma pessoa a não querer, ou não saber decidir. Até certo ponto, a indecisão é uma reação natural do ser humano. Podemos dizer que ela é um reflexo da nossa capacidade intelectual de avaliar possibilidades e consequências. Entretanto, a partir do momento em que a pessoa começa a perder o controle da própria vida, abrindo mão das próprias escolhas, é que a indecisão se torna um problema.

Para o indeciso, as frases “Tanto faz” e “Pode ser” são frequentes. Ele tem medo de desagradar os outros com as suas escolhas e é capaz de passar um dia inteiro remoendo a dúvida sobre ter ou não tomado a decisão correta. A falta de confiança em si mesmo faz muita gente perder grandes oportunidades na vida. E, com o tempo, a frustração e o sentimento de impotência acabam por aprisionar uma pessoa em sua indecisão e em pensamentos como: “Será que...?”, “E se...?”. Ideias assim desencadeiam a ansiedade diante das decisões diárias, sejam elas simples ou complexas.

Se você se considera uma pessoa indecisa e deseja se libertar desse sentimento, o primeiro passo é ter paciência e entender que leva tempo para quebrar um padrão comportamental. Outra dica importante é não ignorar seus instintos naturais e, em momentos de decisão, perguntar a si mesmo a quem está querendo agradar. Confie mais em si mesmo e corra riscos, se for necessário; isso faz parte da vida. Pessoas decididas tomam decisões conforme o seu bem-estar físico e psicológico; considerando as alternativas com os melhores benefícios. Aja sempre com cautela, mas aja.

Nessa jornada de decisões, você pode contar com a ajuda de Deus. Se perguntar, Ele sempre vai indicar o melhor caminho para você. Olha o que diz em Provérbios 3.6: “Reconheça o Senhor em todos os seus caminhos, e Ele endireitará as suas veredas”. Eu aprendi que a sabedoria para tomar decisões vem de Deus e, se eu quiser viver bem, devo buscá-la continuamente. “Se algum de vocês tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá livremente, de boa vontade; e lhe será concedida”, Tiago 1.5. Pense nisto!

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários