undefined
Divulgação
Projeto Identidade mostra a importância da representatividade criando versões negras de ícones culturais

Uma crítica divertida e bem humorada, fazendo o público refletir sobre representatividade nas artes, na cultura e na mídia: heróis, musas, princesas e personalidades são apresentados sob um novo visual, uma nova identidade, que possibilitam a ponderação sobre a relação excludente que nossa sociedade ainda estabelece com a população negra. "O trabalho nasceu da ânsia de propor uma reflexão sobre os valores estéticos impostos na sociedade brasileira, utilizando para isto a força da imagem", explicam os idealizadores Noemia Oliveira e Orlando Caldeira.

Leia também: É o fim... Demitido por ser negro...

undefined
Divulgação
São 30 obras com a participação de 41 artistas, entre cantores, atores e dançarinos

A mostra – que continua dando o que falar – traz 30 obras, fotografadas pelo estúdio FAYA, e conta com a participação de personalidades como Milton Gonçalves, Ruth de Souza, Jorge Aragão, Sheron Menezzes, Juliana Alves, Lelêzinha, Sergio Loroza, JP Rufino, Erika Januzza, Rafael Zulu, Flávio Bauraqui, Maicon Rodrigues, Mariana Nunes, Nayara Justino, David Junior, Arielle Macedo, Thiago Ryan, Paulo Lessa, Sérgio Babucar, Darla Maria e Maria Fernanda Basa. Representatividade importa sim, e muito!

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários